TH BRASIL OFICIAL - Fórum
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.


Fórum Oficial do Tokio Hotel no Brasil - TH BRASIL OFICIAL FÓRUM
 
InícioPortalRegistrar-seConectar-seIr para o site@THBRASILOFICIALFacebook

 

 [+++ 18] Mènage com os Twins

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Você acha que a Maria deveria engravidar do Bill?
Sim
[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 I_vote_lcap41%[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 I_vote_rcap
 41% [ 9 ]
Não
[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 I_vote_lcap59%[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 I_vote_rcap
 59% [ 13 ]
Total dos votos : 22
 
Votação encerrada

AutorMensagem
FantasyTrue
Big Fã
Big Fã
FantasyTrue

Número de Mensagens : 348
Idade : 27
Localização : Porto, Portugal
Data de inscrição : 04/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   [+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Icon_minitimeSex Ago 03, 2012 12:30 am

triste

Porque para sempre nas partes essenciais para eu conseguir dormir?
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://twitter.com/FsFantasytrue
Maril MS
Big Fã
Big Fã
Maril MS

Número de Mensagens : 303
Idade : 28
Localização : vacaria/RS
Data de inscrição : 01/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   [+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Icon_minitimeSex Ago 03, 2012 12:31 am

MARIA SAFADA!
Kkkkkk
Que calor!
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.facebook.com/marilvana.macedosussela
FantasyTrue
Big Fã
Big Fã
FantasyTrue

Número de Mensagens : 348
Idade : 27
Localização : Porto, Portugal
Data de inscrição : 04/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   [+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Icon_minitimeSex Ago 03, 2012 12:33 am

'-- eu pensando que era outro capitulo,

me iludiu Maril
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://twitter.com/FsFantasytrue
PandinhaKaulitz

Fã
PandinhaKaulitz

Número de Mensagens : 159
Idade : 28
Localização : João Monlevade,MG
Data de inscrição : 19/02/2012

[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   [+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Icon_minitimeSex Ago 03, 2012 1:11 am

LEITORA NOVA EEEEEE CONTINUA MUITO BOM MUAHAHA BILL E TARADAOOOO ME GUSTAV .-.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://pandinhanimes.blogspot.com/
Adriana R.
Big Fã
Big Fã
Adriana R.

Número de Mensagens : 406
Idade : 26
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 29/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   [+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Icon_minitimeSex Ago 03, 2012 3:06 am

Capítulo 9: A saída de Maril.

Ela estava ansiosa. Ofegante. Não sabia direito o porque, só sabia que estava. Ele a viria buscar às sete horas. Ela queria escolher a melhor roupa, para ficar deslumbrante. Cinco horas já estava se arrumando, não queria atrasar um minuto. Sete em ponto já estava arrumada, e exatamente dez minutos depois Bill já estava buzinando. Ela desceu o elevador com o coração palpitando, e ao chegar no portão, quase que ele pulou pela boca. Lá estava Bill. Lindo, com um sorriso que mataria qualquer um que visse. Aquele olhar penetrante a deixava tímida, e ela não o conseguia encarar olho a olho. Foi descendo os degraus da saída lentamente, com um sorriso tímido no rosto. Chegou perto dele e, sem dizer uma palavra, ele a beijou carinhosamente. Delicadamente ela colocou a mão direita na nuca dele, e ele a segurou pela cintura. Apertou-a contra si. Beijaram-se intensamente, e então ele se afastou, soltou uma risada de menino travesso e disse:

- Não há ninguém mais bela que você. Você está simplesmente... maravilhosa.
Maril estava usando um lindo vestido rosa. Como ele a havia dito, eles iriam a um restaurante de alta gastronomia, e ela queria ir impecável.
- Você também está lindo. – disse ela timidamente.

Bill estava usando uma camisa semi-social branca e uma calça escura. Aquele look combinada muito bem com seus olhos amendoados, realçavam-nos.
Ele abriu a porta do carro para ela, aguardou ela entrar , fechou-a e foi para o volante.

- Como foi o dia? – perguntou Bill.
- Foi... estranho. Fiquei ansiosa o dia inteiro. – respondeu Maril timidamente.
- Se eu disser que também passei o dia assim, você acreditaria? – perguntou ele dando-lhe um sorriso fatal.
- Creio que sim. – respondeu ela sorrindo.

O restaurante não era muito longe dali, somente duas quadras depois. Chegando lá, pararam o carro em uma vaga específica do restaurante e entraram. Lá estava a mesa deles, reservada. Um senhor veio acompanhá-los até o lugar, e deu-lhes o menu. Maril ficou meio atrapalhada, não sabia direito o que pedir, e estava envergonhada.

- Porque está tão quieta? – perguntou Bill preocupado.
- Vergonha.
- Depois de tudo aquilo de ontem? – perguntou ele rindo.
- Sim – disse ela gargalhando – Não sei porque, mas estou com um frio na barriga.
- Não fique assim – disse ele colocando sua mão no rosto dela e acariciando .
- Tentarei. – respondeu ela – É... Não sei o que peço.
- O que te interessou?
- Ah... quase nada. – disse ela rindo – Nunca comi nada que está aqui.
- Gosta de massa? Se sim, peça o número 3, acho que irá gostar.

Eles fizeram seus pedidos e, enquanto esperavam, aproveitaram para se conhecerem melhor.

- Me diz, por que você veio até a nossa mesa aquela noite? Responda em voz baixa. – disse ele apontando para a mesa ao lado, onde havia três executivos.
- Eu fiquei olhando vocês de longe, e fiquei muito excitada. Vocês exalavam prazer, nenhum casal daquele lugar fazia isso. Aquela garota... a Maria, ela é muito linda, e o modo como ela gemia me atraia demais. Além do mais, você e seu irmão são lindos, mas somente um de vocês me chamou a atenção realmente.
- Quem de nós? – perguntou ele intrigado.
- Você. – respondeu ela fitando-o
- Olha – disse ele – Assim que você chegou na mesa, reparei no seu corpo e aquilo me animou muito. Quis muito te ter.
- Esse papo está me deixando um pouco animada. – disse Maril rindo.
- A mim também. O que acha de irmos para minha casa depois do jantar?
- Não vamos para o meu. Talvez o seu irmão leve a garota para sua casa.
- Você tem razão, então iremos para o seu apartamento. Mal posso esperar.
- Nem eu. – respondeu ela.

Os pratos deles finalmente chegaram. Maril provou e adorou aquele prato. Bill comeu o dele, mas não tirava os olhos dela. Ficava admirando-a, e às vezes até se esquecia de sua comida.

Terminaram o jantar, pagaram a conta e foram para o apartamento de Maril. Seguiram durante todo o percurso de mãos dadas e calados. Talvez aquele silêncio dissesse tudo o que estavam sentindo naquele momento.

Finalmente chegaram. Ao entrar no apartamento, Bill abraçou-a por trás e começou a beijar-lhe o pescoço.

- Seu cheiro... sua pele... você me atrai por inteira. – disse ele passando a mão em sua cintura.

Ela se virou e ele a encostou na parede. Ficaram com os rostos colados, e ele a beijou apaixonadamente. Passou a mão dela por sua cintura, e colocou sua mão na alça do vestido dela. Tirou-a lentamente enquanto beijava o seu pescoço. Aos poucos, ela ficou despida, e então ele a pegou no colo e levou até o quarto, a colocou na cama e tirou a roupa que estava. Então, agachou-se e foi beijando suas pernas, seguindo até suas coxas e chegando em sua virília. Beijou-a fazendo movimentos giratórios com a língua, e chupando-a levemente. Maril começou a delirar de desejo, e então ele subiu beijando sua barriga até chegar nos seios. Deu leves mordiscadas neles e seguiu até sua boca. Ela estava quente, com os lábios vermelhos e os olhos fechados. Ele a beijou intensamente, e quando já estava com seu corpo totalmente colado no dela, a penetrou. Ele não queria que aquela transa fosse como as outras, queria que fosse diferente. Então, delicadamente começou a se movimentar. O rosto dela mudava de expressão a cada movimento que ele fazia, e aquilo o excitava demais. Em um momento, Maril deu um gemido alto, e ele não conseguiu seguir aquele ritmo calmo. Virou ela de lado, colocou a perna direita dele em sua cintura, deixou a outra na cama e a penetrou com toda sua força. Ela sentiu que iria gozar a cada vez que ele se mexia, e começou a murmurar palavras que não davam para entender.

- Nã.. oh... é... ah.

Então ela subitamente se levantou e foi ao encontro dos lábios dele. Foi beijando-o e o deitando na cama. Foi por cima dele e começou a beijar sua barriga. Foi descendo até seu pênis, lambeu-o um pouco e subiu até seu pescoço. Em seguida, ela segurou as duas mãos dele na cama, ficando inclinada. Ele levantou a cabeça um pouco e beijou os seios dela. Maril sentiu um forte prazer com aquilo e começou a fazer movimentos de vai de vem. Aos poucos ela foi acelerando, e em certa hora soltou as mãos dele. Elas rapidamente foram para os seios dela, acariciando-os e os apertando. No momento em que ele percebeu que ela estava muito excitada, ele se levantou e levou-a até a parede. Pegou as duas pernas dela e as cruzou em sua cintura. Meteu nela com toda sua vontade, e então sussurrou em sua orelha:
- Você é quente. Essa é a melhor foda que já tive.

Ele olhou no rosto dela e viu que ela estava rindo de prazer. Ele parou por um instante, e ela abriu os olhos. Ficaram se encarando por um longo tempo, sorriam e se beijavam.

- Eu adorei. – sussurrou ela.
- Você nem sabe o quanto gostei.
- Quando faremos isso novamente?
- Não sei, não quero saber, mas enquanto puder, faremos isso todo dia.
- E se nos apaixonarmos? – perguntou ela.
- E quem disse que não estamos nesse caminho? – respondeu ele sorrindo como uma criança que ganha um doce.


Última edição por Adriana R. em Sex Ago 03, 2012 3:18 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Maril MS
Big Fã
Big Fã
Maril MS

Número de Mensagens : 303
Idade : 28
Localização : vacaria/RS
Data de inscrição : 01/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   [+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Icon_minitimeSex Ago 03, 2012 3:16 am

Sim Bill! Eu já estou louca por você véi!!!!!
Aiiinnn
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.facebook.com/marilvana.macedosussela
Adriana R.
Big Fã
Big Fã
Adriana R.

Número de Mensagens : 406
Idade : 26
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 29/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   [+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Icon_minitimeSex Ago 03, 2012 6:05 am

AUAHUAHUAAUAHAHU sabia que você iria endoidar com esse capitulo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
FantasyTrue
Big Fã
Big Fã
FantasyTrue

Número de Mensagens : 348
Idade : 27
Localização : Porto, Portugal
Data de inscrição : 04/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   [+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Icon_minitimeSex Ago 03, 2012 7:30 am

"Aquela garota... a Maria, ela é muito linda"


Obvious, vei
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://twitter.com/FsFantasytrue
Adriana R.
Big Fã
Big Fã
Adriana R.

Número de Mensagens : 406
Idade : 26
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 29/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   [+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Icon_minitimeSab Ago 04, 2012 10:20 am

Capítulo 10:

Manhãs como aquelas sempre eram atordoantes. A cabeça girava por conta do cansaço, a luz incomodava, e até o canto dos pássaros irritava, mas felizmente Maria estava com Tom, e naquele momento ela não queria mais nada. Acordou e se pôs de pé, foi até o banheiro e viu que seu aspecto não estava tão ruim assim. Mas ela estava exausta, e não conseguia mais dormir.

- Perdeu o sono? – questionou-a Tom dando-lhe um susto.
- Não vi você chegando – disse Maria assustada – Não consigo dormir mais, minha cabeça dói.
- Tenho remédio, vou pegar.
- Eu espero.

Maria resolveu ir pegar sua roupa enquanto ele não voltava. Achou-as jogadas logo ao lado da cama e, por sorte, não tinha perdido nenhuma peça de roupa pela casa. Mas ela achou outra coisa que a incomodou. Um pacote de camisinha fechado estava ao lado desse amontoado de roupa dela e de Tom, e Maria começou a se preocupar. Procurou por algum outro pacote aberto, para se sentir aliviada, mas não achou. Ela começou a suspeitar que haviam transado sem camisinha. Desesperada, sentou na cama e começou a contar quantos dias faltavam para ela menstruar. Quatro. Ela estava em seu período fértil. Aquilo não poderia ter acontecido. As lágrimas tomaram conta de seus olhos e ela não conseguiu conter o choro de desespero. O que faria agora? Era bem provável que estivesse grávida, e tudo por conta de um deslize! Curvou-se na cama e deixou as lágrimas rolarem. Em seguida Tom entrou no quarto e, intrigado, perguntou:

- Porque você está chorando? O que houve?

Ela pegou o pacote de camisinha que estava caído no chão e mostrou a ele.

- Isso aconteceu. Sabe o que significa este pacote fechado? – perguntou ela sentindo seus olhos incharem.
- Meu Deus... – choramingou Tom deixando o remédio cair de suas mãos.
- E agora? Eu estou no período fértil, você sabe o que isso significa? Que eu tenho chances enormes de estar grávida!
- Espera... Tem uma solução...
- Qual?
- A pílula do dia seguinte. É isso! Vamos, ande, se troque.

Os olhos de Maria brilharam ao ouvir aquilo. Ela tinha se esquecido da pílula! Aquilo resolveria tudo! Animada, rapidamente ela se trocou e eles foram até a farmácia. Foram a pé, desceram a avenida principal e seguiram correndo até a esquina. Lá estava ela. “Minha salvação” pensou ela consigo mesma. Eles entraram na farmácia e foram direto falar com o farmacêutico. Explicaram o que estava acontecendo, e logo ele entendeu o recado.

- Esperem aqui, vou pegar o comprimido. Aviso que você sentirá um leve enjoo e poderá menstruar. Este será o sinal de que não está mais grávida. Caso nada disso aconteça, será o sinal de que você se desesperou à toa. – afirmou o farmacêutico com voz altiva.

Eles aguardaram pacientemente ele voltar. Deram-se as mãos e Maria deitou sua cabeça no ombro musculoso de Tom. Ele fitava o vazio. Maria passou a mão na frente de seus olhos, mas ele não respondeu. Até que ela o cutucou e ele olhou para ela. Fitou-a durante alguns minutos sorrindo, mas aquele não era um sorriso normal, era um sorriso preocupado, como se estivesse pedindo desculpas. Depois de alguns minutos o altivo farmacêutico voltou com o comprimido em mãos e disse:

- Espero que se cuidem da próxima vez.

Eles não disseram nada. Sabiam que haviam errado, e aquele homem desconhecido estava certo, eles precisavam tomar mais cuidado. Para ambos, nada seria pior do que um filho naquele momento. Eram jovens demais para isso, ainda.
Ao chegar no apartamento, Maria foi correndo até a cozinha para pegar um copo d’água. Tomou o comprimido sem mais delongas e sentou no sofá. Tom estava na poltrona do outro lado da sala, com a cabeça apoiada nas mãos. Olhava fixamente para baixo. Aquele olhar preocupado era desconfortante para ela, que não estava gostando de o ver assim. Sabia que era por conta do ocorrido. Ela se levantou, foi até ele e o puxou delicadamente até as mãos. Levou-o até o quarto, deitou-se com ele na cama e ali ficaram. Permaneceram calados, olhando um para o outro abraçados, esperando o sono chegar. Ambos queriam muito dormir, queriam esquecer que aquilo tinha acontecido.

Às três da tarde em ponto Maria despertou. Se sentia bem melhor do que quando mais cedo. Debruçou-se na cama e ficou olhando Tom dormir. Ele parecia mais calmo, e isso a deixou aliviada. Aos poucos ele foi abrindo os olhos e concomitantemente abriu um sorriso de felicidade. Puxou Maria inesperadamente para junto de si, e começou a afagar a sua cabeça. Aquilo a reconfortava e a fazia se sentir segura. Existia coisa melhor do que aquele carinho? Certamente naquele momento não.

- Está melhor? – perguntou Maria com uma voz doce e ao mesmo tempo preocupada.
- Sim. Precisava dormir para esquecer aquilo, ou pelo menos tentar fingir que não aconteceu.
- Não se preocupe – disse ela se levantando e indo em direção aos lábios dele – Está tudo bem agora.
- Nada é melhor do que te ouvir dizer isso.
Eles se beijaram, e por um momento o mundo inteiro era só uma coisa sem importância. Aquele momento teria perdurado se não fosse a sensação estranha que ela sentiu em suas pernas. Algo escorria.

- Tom, preciso ir ao banheiro. Rápido.

Ele a olhou e entendeu o que estava acontecendo. Foi junto dela ao banheiro e ao chegarem lá, Maria desceu sua calcinha rapidamente. Estava suja de sangue. Eles se olharam, e uma lágrima escorreu pelo rosto dela.

- Eu realmente havia engravidado. Como pode... Em tão pouco tempo já não tem mais nada aqui dentro... – disse ela pondo sua mão em sua barriga.
- Era só o começo, bem começo. Não precisa se culpar.
- Isso nunca me aconteceu antes. – lamuriou-se ela.
Ele foi até ela e a abraçou. Entendia que aquilo havia mexido com ela, e não diria mais nada. Só a reconfortaria.
- Vá tomar um banho, esfrie a cabeça. Vou estar na sala te esperando. – disse ele olhando a nos olhos e acariciando seu rosto.
Ela assentiu e ele se retirou. Foi para a sala, sentou-se no sofá e começou a pensar em tudo aquilo que tinha acontecido em menos de 24 horas. Nada era pior para ele do que a ver triste. Mas uma coisa ele não entendia: porque aquilo tinha mexido tanto com ela? Preferiu esperar ela sair para perguntar.

Maria se banhou e ficou pensando naqueles dias que passou com Tom. Tinham sido maravilhosos, tanta coisa aconteceu... E ela não queria que aquilo terminasse. Algo que começou tão torto estava virando sentimento puro. Aquilo era intrigante, diferente, estranho. Nada parecido com nada que Maria tivesse conhecimento sobre amor, paixão, e tudo mais.

Enquanto esperava Maria sair do banho, Tom viu que Maril e Bill chegaram. Eles entraram sorrindo pela porta, mas logo viram que algo estava errado. Bill sabia quando o irmão estava mal e sentou-se ao lado dele. Maril fez a mesma coisa. Eles perguntaram o que estava acontecendo, e Tom explicou. Bill reconfortou-o, disse que era normal ela ficar assim, que ele não precisava se preocupar. Tom assentiu. Afinal, seu irmão tinha razão. Maria havia dito que aquilo nunca tinha acontecido com ela, e provavelmente ela tinha ficado assustada com o ocorrido. Ele tentou se colocar no lugar dela, e percebeu que, talvez, até sentiria a mesma coisa.

- Por que você não sai com ela um pouco? Vá ao cinema, teatro, não sei, só a faça esquecer isso. – pediu Bill ao irmão.
- Acho que farei isso mesmo. – concordou Tom.

Ao dizer isso, Maria saiu do banheiro. Ele se levantou, foi até ela e chamou-a para ir ao cinema. Ela concordou e abriu um sorriso, mas não qualquer sorriso, e sim o mais sincero que ele já tinha visto.

- Vou só colocar o sapato . – disse ela correndo até o quarto.

O cinema estava vazio, só mais três casais além deles estavam na fila. Isso era bom. Sinal de que poderia ver o filme sossegados.

- Qual você quer assistir? – perguntou Tom.
- Não sei... Talvez ‘O espetacular Homem-Aranha’.
- Ótima escolha! – disse ele animado.

Eles compraram as entradas e foram comprar pipoca. Maria não gostava muito de pipoca, e Tom acabou comprando uma pequena só para ele. Já estava quase na hora do filme, e eles foram para a sala. Estava vazio. Só havia mais uma pessoa ali dentro.

- Acho que viemos cedo demais. – disse Maria rindo enquanto olhava em volta.
- Melhor, assim não tem conversas paralelas durante o filme.

Eles se sentaram no banco dos fundos. O trailer começou a passar, e Maria virou para Tom e disse:

- Obrigado.
- Pelo o que? – perguntou ele docemente.
- Por ter feito tudo o que fez por mim hoje. Foi sensível de sua parte.
- Você não esperava isso de mim, não é? – perguntou Tom em um tom de lamentação.
- Gosto de ser surpreendida. Não fique triste, eu gostei muito de tudo o que você fez. Mesmo.

Ele sorriu para ela, lhe deu um selinho e disse:

- O filme vai começar, quero ver se é bom mesmo. Se não for, vou querer uma recompensa.
- Recompensa?
- Claro! – disse ele rindo.
- É um bobo mesmo. – respondeu ela rindo também.
Enfim eles se viraram para o filme.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Joyce Kaulitz th
Fanática
Fanática
Joyce Kaulitz th

Número de Mensagens : 1624
Idade : 26
Localização : no quarto com o th
Data de inscrição : 11/11/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   [+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Icon_minitimeSab Ago 04, 2012 11:08 am

pode ir continuando tá muito boa essa fic Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
FantasyTrue
Big Fã
Big Fã
FantasyTrue

Número de Mensagens : 348
Idade : 27
Localização : Porto, Portugal
Data de inscrição : 04/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   [+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Icon_minitimeSab Ago 04, 2012 11:41 am

Não sei... Talvez ‘O espetacular Homem-Aranha’. "

Nunca na vida.


Voltar ao Topo Ir em baixo
https://twitter.com/FsFantasytrue
Maril MS
Big Fã
Big Fã
Maril MS

Número de Mensagens : 303
Idade : 28
Localização : vacaria/RS
Data de inscrição : 01/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   [+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Icon_minitimeSab Ago 04, 2012 11:47 am

Mas que fofo é esse tom!
Tadinha da Maria véi...kk
CONTINUA
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.facebook.com/marilvana.macedosussela
Heloisa Lima

Fã
Heloisa Lima

Número de Mensagens : 122
Idade : 22
Localização : rj
Data de inscrição : 13/05/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   [+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Icon_minitimeSab Ago 04, 2012 7:35 pm

Continua, continua, continua *batendo palminhas igual ao Bill*
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://twitter.com/suckm3gustav
Danielle K
Ao extremo
Ao extremo
Danielle K

Número de Mensagens : 3199
Idade : 37
Localização : Rio de Janeiro
Data de inscrição : 21/09/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   [+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Icon_minitimeDom Ago 05, 2012 10:16 pm

Continue
Voltar ao Topo Ir em baixo
FantasyTrue
Big Fã
Big Fã
FantasyTrue

Número de Mensagens : 348
Idade : 27
Localização : Porto, Portugal
Data de inscrição : 04/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   [+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Icon_minitimeDom Ago 05, 2012 10:42 pm

Você prometeu um capitulo hoje, minha unha do pé tá começando a ter ataque vascular se você demorar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://twitter.com/FsFantasytrue
Adriana R.
Big Fã
Big Fã
Adriana R.

Número de Mensagens : 406
Idade : 26
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 29/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   [+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Icon_minitimeSeg Ago 06, 2012 12:02 pm

Capítulo 11:

No fim da sessão, Tom percebe que Maria adormeceu e a acorda.

- Ai... Perdi quanto do filme? – pergunta ela atrapalhada.
- Bom... Você perdeu o final, disso eu sei. – responde ele rindo.
- Que droga. Quando sair em DVD eu alugo e vejo o final.
- Claro. Vamos?
- Vamos.

Maria levantou da cadeira e seguiu pelas escadas. Saíram do cinema e foram direto para a garagem. Chegaram no Porsche, entraram e seguiram.

- Obrigado pelo filme. Foi muito bom, mesmo eu tendo dormido. – balbuciou Maria.
- Não precisa agradecer, fiz o que deveria ter feito. Não quero te ver triste. – disse ele docemente.

Maria estava gostando cada vez mais e mais dele. Nada era melhor do que estar ao lado dele, conversar com ele, beijá-lo. O sexo era maravilhoso, e quando estavam conectados, o mundo inteiro perdia o sentido, era só eles dois e mais nada. Isso a intrigava, e ao mesmo tempo intrigava ele. Os olhares que trocavam já não eram só de desejo sexual, mas também de amor, de sinceridade... A cada dia, eles se amavam mais.

No apartamento, Bill e Maril estavam deitados na cama conversando. Bill adorava fazer isso, e Maril também.

- Será que meu irmão e Maria estão melhores? – perguntou Bill
- Devem estar. Espero que sim. Eles estavam realmente muito abatidos, aquele filme deve ter ajudado eles.
- Assim espero. – respondeu ele passando o seu braço pela cabeça de Maril e acariciando o seu ombro.
- Bill... – balbuciou Maril – Você...
- Eu o que? Diga.
- Porque você tem saído comigo todos esses dias? Não sei... Isso tem me deixado confusa.
- Porque eu gosto da sua companhia... – disse ele em voz baixa.
- Só isso? – perguntou ela.
Então o silêncio se fez. Ambos ficaram quietos, e Bill corou. Maril percebeu que tinha mais a ser dito, mas que ele não estava pronto para dizer.
- Me diga quando achar que deve. – disse ela sorrindo e passando a mão em seu rosto.

Ele abriu um sorriso desajeitado e a beijou na testa. Tímidos, eles ficaram face a face, e Maril o beijou. Passou sua mão pela nuca dele e ele passou sua mão na cintura dela, ficando exatamente em cima de Maril. A mão dele foi subindo e tirando a blusa dela aos poucos ao mesmo tempo que acariciava sua cintura. Ela abriu os olhos e viu que ele a fitava enquanto a despia. Então, foi tirando a blusa dele. Ele tirou seu sutiã, e começou a tirar sua calça. Quando ambos estavam completamente despidos, Bill olhou-a nos olhos e disse:

- Queria ter te conhecido de outro jeito, em outro dia, num outro lugar. Não naquela boate. Queria que essa fosse nossa primeira vez.
- As outras vezes foi somente sexo, não tinha sentimento. Dessa vez tem. Essa é a nossa primeira vez.

Ele olhou-a por um momento tentando compreender o que ela havia dito. “Entendi direito?” pensou ele consigo mesmo. Vendo aquela dúvida em seus olhos, Maril disse:

- Estou começando a te amar, Bill.

Para ele, ouvir aquilo foi como se tivesse escutado uma doce música. Ele sentia o mesmo por ela, mas tinha medo de dizer. Agora que ela disse, nada mais o impedia.

- Estive com tanto medo de te dizer isso. Eu amo você. Sei que começamos errado, mas eu amo você. Sinto isso, não tenho dúvidas.

Ao dizer isto, ele se começou a beijá-la e a penetrou. Nada era melhor do que sentir que estavam conectados. Lentamente foi se movimentando, e Maril também. Ele queria provocá-la um prazer jamais sentido, e para isso, pegou as pernas dela e as levantou na altura de suas coxas. Pressionou-se mais contra ela, fazendo-a gemer. Maril levantou a cabeça e virou-se de lado. Bill foi por trás dela e a penetrou. Começou devagar, e foi acelerando aos poucos. Maril começou a delirar de prazer, e quando estava no auge, gozou. Aquilo só deixou Bill mais excitado, o que resultou em outra posição que fez Maril gozar mais ainda.
De repente, um barulho na porta da sala fez os dois pararem. Alguém estava entrando na casa. Bill olhou para Maril, e os dois começaram a rir. Depois de alguns minutos, Tom e Maria entraram no quarto de fininho.

- Pelo visto, interrompemos alguma coisa. – disse Tom rindo e apontando para os dois na cama.
- Não necessariamente – rebateu Bill –, se quiserem, podem se juntar a nós.
- Hoje não. – disse Tom olhando para Maria – Por hoje, nós queremos apenas ficar juntos, nada de sexo. Não hoje.
- Não hoje. – confirmou Maria sorrindo.
- Então poderiam nos deixar continuar? – perguntou Bill gargalhando.
- Claro! Gozem o bastante por mim! – gritou Tom saindo do quarto e fechando a porta.
- Agora que eles se foram – disse Maril –, onde estávamos mesmo?
- Estávamos na parte que você goza e eu te deixo louca.
- Mais?
- Você ainda não viu nada. – respondeu ele com um sorriso malicioso.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Danielle K
Ao extremo
Ao extremo
Danielle K

Número de Mensagens : 3199
Idade : 37
Localização : Rio de Janeiro
Data de inscrição : 21/09/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   [+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Icon_minitimeSeg Ago 06, 2012 1:22 pm

Queria estar ali.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Adriana R.
Big Fã
Big Fã
Adriana R.

Número de Mensagens : 406
Idade : 26
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 29/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   [+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Icon_minitimeTer Ago 07, 2012 3:43 pm

Eai, continuo ou não?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Beatriz Priscilla

Fã
Beatriz Priscilla

Número de Mensagens : 240
Idade : 23
Localização : macapa-AP
Data de inscrição : 31/05/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   [+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Icon_minitimeTer Ago 07, 2012 3:49 pm

continua
Voltar ao Topo Ir em baixo
FantasyTrue
Big Fã
Big Fã
FantasyTrue

Número de Mensagens : 348
Idade : 27
Localização : Porto, Portugal
Data de inscrição : 04/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   [+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Icon_minitimeTer Ago 07, 2012 4:01 pm

cheers

uhuhuhuhuhuh
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://twitter.com/FsFantasytrue
Maril MS
Big Fã
Big Fã
Maril MS

Número de Mensagens : 303
Idade : 28
Localização : vacaria/RS
Data de inscrição : 01/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   [+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Icon_minitimeTer Ago 07, 2012 11:07 pm

Aiii eu amo o Bill!!!
Continua liebe!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.facebook.com/marilvana.macedosussela
FantasyTrue
Big Fã
Big Fã
FantasyTrue

Número de Mensagens : 348
Idade : 27
Localização : Porto, Portugal
Data de inscrição : 04/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   [+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Icon_minitimeTer Ago 07, 2012 11:08 pm

MARIL?
QUER ME MATAR?
PENSEI QUE TINHA SIDO A DRI A POSTAR.
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://twitter.com/FsFantasytrue
sam.sousa

Fã
sam.sousa

Número de Mensagens : 144
Idade : 26
Localização : brasilia
Data de inscrição : 25/01/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   [+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Icon_minitimeQua Ago 08, 2012 1:00 am

caramba mto interessante essa fic!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Adriana R.
Big Fã
Big Fã
Adriana R.

Número de Mensagens : 406
Idade : 26
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 29/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   [+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Icon_minitimeQua Ago 08, 2012 1:49 am

Capítulo 12: Don't be afraid


Aquele dia passou voando, como num piscar de olhos. Maria acordou na cama abraçada a Tom, e ele tinha uma feição serena. Era incrível a forma como eles já se conheciam e se entendiam. E isso era o quem mais perturbava Maria. Ela não sabia se estava pronta para aquilo, para tanto sentimento. Vários pensamentos inundaram sua mente, e ela resolveu ir até a cozinha beber algo. Passou por todos os cômodos e olhou no quarto onde Bill e Maril ficavam e só achou Maril deitada num sono profundo. Seguiu até a sala e lá achou Bill sentado no sofá, em uma pose de sou-superior e com uma sobrancelha levantada. Por algum motivo, Bill a atraia demais. Ela parou num canto escondido da sala e o começou a admirar. Reparou em cada movimento dele, e tudo lhe parecia sexy demais. O modo como mordiscava a boca quando passava uma cena de ação no filme, o jeito com que passava a mão na perna e como os olhos dele pareciam duas pedras cristalizadas intimidadoras. Estava tudo correndo bem, ela babava na beleza dele, até que ele a percebeu ali e começou a olhá-la. Piscou para ela e abriu um sorriso irresistível. Em seguida colocou as duas mãos atrás da cabeça, descruzou as pernas e a chamou até ele. Por um segundo ela recuou. Ficou pensando no que poderia acontecer caso desse dez passos a frente. Mas algo dentro dela insistia para que fosse, e ela queria tentar tirar Tom de sua cabeça, nem que fosse por um segundo para poder acalmar sua cabeça de tantas perguntas. Foi calmamente andando, e tentou parecer o mais desengonçada possível, tudo para que ele não se sentisse atraído por ela de forma alguma. Parou na frente dele e cruzou os braços. Mais uma vez ele abriu um sorriso, e dessa vez, olhou-a de cima abaixo. Ela se sentiu em uma situação constrangedora, e preferiu se sentar na poltrona do outro lado da sala. Deu dois passos e sentiu uma mão segurá-la. Quando olhou para trás, viu que Bill fazia um não com a cabeça e com a outra mão fazia sinal para que ela sentasse ao seu lado. E assim o fez. Ele passava a mão em suas costas enquanto se sentava, causando-lhe arrepios na espinha. Quando finalmente ela sentou, ele colocou uma mão em sua coxa desnuda pela camisola curta. Fitou-a e perguntou:

- O que fazia ali escondida, me olhando? Eu já a havia percebido faz tempo, só queria te dar o gostinho de se sentir fazendo algo escondido.
- Só estava olhando... Nada demais. – rebateu ela tentando se levantar.
- Onde pensa que vai? – perguntou ele puxando-a – Você não vai a lado algum. Quero conversar mais um pouco com você.

Maria deu um sorriso desgostoso e desviou o olhar. Estava arrependida de ter ido até ele, não podia fazer aquilo com Tom, não depois de tudo o que ele havia feito por ela. Seria injusto levar aquela situação adiante.

- Bill, deixe-me sair daqui, isso não irá dar certo. – disse ela se afastando dos afagos dele.
- Não diga tamanha mentira, claro que dará. Você quer tanto isso quanto eu. – retrucou ele chegando mais perto do rosto dela e acariciando-lhe o joelho.
- Mentira, não quero não... Tom não merece isso.
- Quer sim, claro que quer. Ele não se importará de eu tirar uma lasquinha de sua boneca de porcelana nova. Sua pele é tão macia, suas coxas são grandes e me chamam para algo a mais. Você está suando frio, tremendo. Não preciso de nenhum outro sinal de que você irá adorar caso aconteça o que estou pensando.
- Não, não estou assim. Pare, por favor.
- Não resista ao óbvio. – murmurou ele em seu ouvido.

Ele mordiscou o ouvido dela e foi lambendo seu pescoço. Deu leves beijos eu seu pescoço e foi seguindo até sua boca. Maria já estava de olhos fechados, e ele aproveitou para deitá-la no sofá. Ela já não conseguia resistir a tudo aquilo, e mais do que nunca queria que acontecesse. Não ligava mais para Tom nem para nada, ela só queria que Bill a tivesse ali, de qualquer jeito. Bill começando beijando seus tornozelos e seguiu até a virilha, onde deu lambidas rápidas e subiu para a barriga. Fez uma trilha de beijos até seus seios. Foi levantando sua camisola aos poucos e enfim ficou em cima dela. Puxou-lhe o cabelo, fazendo os ficar face a face. Ela foi abrindo os olhos lentamente, e ele mordiscou os lábios de satisfação. Fodeu-a com toda a vontade que o dominava. Sentiu que o corpo dela estava em um profundo êxtase, suas coxas estavam suando e seus seios estavam rosados como nunca antes. Ela tremia e gemia de prazer, o que motivou-o a penetrá-la mais profundamente. Estava tudo correndo maravilhosamente bem se não fosse Tom aparecer sorrateiramente ao lado da televisão. Sua cara era uma mistura de decepção e raiva, e o ódio brilhava incessantemente em seus olhos. Maria quis morrer quando percebeu o que havia feito. Tinha jogado tudo no lixo por uma simples transa. Bill olhou o irmão sem entender o porque de tanta raiva, afinal, nunca tinha visto o irmão daquela forma por uma mulher. Ele saiu de cima de Maria, colocou sua cueca e foi até o irmão, que estava de cabeça baixa com uma mão na testa. Tocou o ombro de Tom levemente e no mesmo instante ele lhe deu um tapa no braço. Fuzilou-o com o olhar e praguejou:

- Você não devia ter feito isso, não tinha esse direito! Espero que fique com um remorso imenso.
- Mas Tom, eu...
- Mas nada! Maria é minha mulher, ouviu bem? A sua está estirada na sua cama enquanto você fode outra.
- E o que você vai fazer agora? – perguntou Bill assustado.
Tom empurrou o irmão na poltrona e disse:
- Não saia daí até que eu tenha acabado.

Ele foi em direção a Maria, que estava deitada com os olhos lacrimejando. Eram lágrimas de dor e arrependimento, que escorriam sem parar. Parou logo acima de suas pernas e retirou uma camisinha do bolso de sua bermuda. Se despiu e a colocou. Olhou furtivamente para Maria e disse:

- Agora você vai ver que você é minha, não dele.

Aquele olhar dele assustou-a. Ela não queria transar com ele naquelas condições emocionais, seria horrível! Mas mesmo assim, ele levou aquilo adiante. Deitou sobre ela e a penetrou de uma forma brusca e ao mesmo tempo boa. Era estranha a forma como mesmo tentando ser brusco ele conseguia ser carinhoso. Aos poucos foi se acalmando e transformou aquela transa em algo inesquecível. Porém, não tirava os olhos do irmão. Olhava-o como se dissesse “olhe, somente eu posso fazer isso”, mas nem aquilo tirava o prazer de Bill. Ele se masturbava mesmo após todo o acontecimento. Por alguma razão estranha e bizarra aquele momento o trazia prazer. Ouvir Maria gritando altíssimo e Tom indo cada vez mais rápido e profundo era intensamente delicioso para ele.
Quando percebeu que aquela transa deveria acabar, saiu de cima de Maria e se vestiu. Ela continuava de olhos fechados. Ele sentou-se aos seus pés e fez sinal para que Bill saísse. Maria abriu os olhos aos poucos e sentou no sofá. Estava sem jeito, tímida, com remorso e raiva de si mesma. Tom levantou sua cabeça com a mão e virou-a para olhá-lo nos olhos.

- Porque você fez isso? – perguntou ele sem raiva na voz.
- Achei que era uma forma de esquecer... – respondeu ela com voz chorosa.
- Esquecer do que?
- De uns pensamentos... Achei que fosse o certo, mas me arrependi cinco minutos depois de ter deixado a situação toda começar.
- Do que exatamente você está falando? – perguntou Tom agora sem entender nada.
- Eu te amo, e isso me dá medo.
- Para que ter medo quando eu também sinto o mesmo? – respondeu ele abrindo um sorriso de menino – Por favor, nunca mais faça isso. Nunca mais.
- Então me perdoa?
- Sim, mas prometa que não fará mais isso.
- Está prometido. – afirmou ela abrindo um sorriso.
Voltar ao Topo Ir em baixo
sam.sousa

Fã
sam.sousa

Número de Mensagens : 144
Idade : 26
Localização : brasilia
Data de inscrição : 25/01/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   [+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Icon_minitimeQua Ago 08, 2012 2:22 am

uiiii ta ficando cada vez mais interessante!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




[+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   [+++ 18] Mènage com os Twins - Página 2 Icon_minitime

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[+++ 18] Mènage com os Twins
Voltar ao Topo 
Página 2 de 6Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
TH BRASIL OFICIAL - Fórum :: Fan Stuff :: FanFics-
Ir para: