TH BRASIL OFICIAL - Fórum
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.


Fórum Oficial do Tokio Hotel no Brasil - TH BRASIL OFICIAL FÓRUM
 
InícioPortalRegistrar-seConectar-seIr para o site@THBRASILOFICIALFacebook

 

  (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte
AutorMensagem
Convidad
Convidado



 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Empty
MensagemAssunto: (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily    (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Icon_minitimeSeg Mar 28, 2011 2:37 pm

 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Capa_62844_1303901810
Autora: May Mello [/não sô eu ¬¬', mais batam palmas pra ela, porque ela escreve muito bem. "tipo assim, na minha opinião Very Happy"]
Sinopse: Emily Evans tem 16 anos e é a típica adolescente revoltada com a vida. É uma garota problemática que sempre se dá mal, não importa o que faça. Diz que odeia a tudo e a todos, e se recusa a admitir que gosta muito do seus melhores amigos. Sua lista de amigos não é muito grande, pois seus únicos "companheiros" são Georg e Gustav, mas ela logo faz amizade com Bill e Tom, que acabaram de chegar na cidade. Ela adora ouvir música, tentar tocar guitarra e zoar com os outros. Nunca acreditou em amor verdadeiro, até começar a ter uma visão diferente das coisas e reparar que está apaixona por um de seus novos amigos, e a partir daí, a confusão está armada de vez.
Emily narra sua azarada vida, contando sobre a escola, seus amigos e toda a sua rotina, mas claro, de uma forma muito engraçada e divertida.
Classificação: +16
Personagens: Bill Kaulitz, Georg Listing, Gustav Schäfer, Hayley Williams[/como Emily*-*'] e Tom Kaulitz
Gêneros: Amizade, Comédia, Romance, Universo Alternativo.
Terminada: Não. [/poizé]

ps: achei legal e resolvi postar pra vocêis [/pulando de alegria]

Posto?


Última edição por Jenny Kaulitz em Sex Abr 29, 2011 1:28 pm, editado 1 vez(es) (Razão : May pediu pra colocar a capa nova *-*')
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pâmela.O.d.S
Big Fã
Big Fã
Pâmela.O.d.S

Número de Mensagens : 545
Idade : 25
Localização : RS/POA
Data de inscrição : 18/10/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Empty
MensagemAssunto: Re: (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily    (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Icon_minitimeSeg Mar 28, 2011 7:47 pm

hmm fiquei curiosa pooosta \o/
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Empty
MensagemAssunto: Re: (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily    (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Icon_minitimeQua Mar 30, 2011 3:19 pm

sim, posta'
eu vou ler,
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Empty
MensagemAssunto: Re: (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily    (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Icon_minitimeQua Mar 30, 2011 3:29 pm

Intão né, tá ai o primeiro capitulo, espero que gostem [/piscaolhinhosvesgos]

____________________
Todo mundo odeia chegar atrazado

 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily X-Cap1
"Eles eram estranhos, mas e daí? Não tenho preconceito, odeio a todos igualmente."


Meu nome é Bond, James Bond.
Ok, meu nome não é James Bond, embora eu gostaria de ter licença para matar todo mundo.
Meu nome é Emily, eu sou uma pessoa azarada e que gosta de tingir o cabelo. Só isso. Fim da minha história.
-Mãe, cadê o meu negócio?! – Ah, essa sou eu gritando enquanto procuro a maldita “gravatinha” do uniforme. Sério, uniforme? Além de nascer eu ainda sou obrigada a usar uniforme? Eu devo merecer ter que usar uma saia e ainda por cima uma gravatinha vermelha combinando com ela pra ir à linda e maravilhosa escola. Camisa branca, sapatos de boneca... Volto a repetir: Sério?
-EU NÃO SEI DO QUE VOCÊ TÁ FALANDO! CUIDA VOCÊ DAS SUAS COISAS! - E essa é minha mãe Rose gritando lá do andar de baixo. Acho que o nome dela deve significar “Fui criada para acabar com sua vida” em alguma outra língua. Ela é uma louca que não possui glândulas lacrimais e que não se importa se estou viva ou morta.
Sim, eu sou dramática, estou reclamando e odeio o universo!
Acordei atrasada, como sempre, e agora estou procurando as peças do meu uniforme pelo meu nada bagunçado quarto. E nessa árdua tarefa acabei metendo o pé na quina da cama, cambaleando e tropeçando em alguma coisa e caindo de boca no chão.
Não tenho que reclamar. Essa é até uma segunda-feira de sorte.
Finalmente achei a minha gravata jogada debaixo da cama. Calcei os meus sapatos e fui tentar pentear o meu cabelo. Ajeitei o meu meião e tive a brilhante idéia de olhar no relógio.
FERROU! Já tinha passado mais da metade do primeiro horário. É nisso que dá ficar falando para si mesma que vai dormir só mais cinco minutos e fazer isso umas dez vezes até perder o horário.
Depois de pegar a minha mochila corri como um tigre atrás de sua presa. Um tigre sedentário, com reumatismo, esclerosado e com osteoporose, é claro.
Quase fui atropelada, quase caí em um bueiro sem tampa e quase caí de boca de novo por tropeçar nos meus próprios pés. E ainda fui xingada pelo cara que quase me atropelou. É muito desaforo mesmo!
-Senhorita Evans, atrasada de novo? – ele me perguntou com aquele tom de deboche. Fruta que caiu! Esse zelador é mesmo um filho de uma pu... lícia.
-Pois é, né? Aconteceram uns imprevistos. Eu tive que ajudar uma velhinha a atravessar a rua, desviar do meu caminho original porque um gato preto estava no meio da estrada, levar o meu cachorro pra vacinar contra catapora... Será que dá pra abrir o portão?
-Claro. Por que, não? E vamos dar uma voltinha na diretoria também.
-Claro. Por que não? – Imitei-o, afinando a voz.
Aquele urubu do bico torto abriu o portão e fez questão de me arrastar até amada diretoria. Chegando lá ele deu umas batidinhas na porta e me jogou pra dentro.
-Ora, ora. Senhorita Evans, de novo por aqui? – minha diretora perguntou. Ela é uma bêbada pedófila com uns setenta anos de idade tentando fazer parecer que tem vinte.
Tem uma verruga do tamanho do sol no nariz e a voz dela parece com a de uma gralha rouca. Fora isso ela é uma pessoa linda e maravilhosa. Amo ela tanto quanto amo acordar cedo no domingo.
-Sacomé, né? Eu até expliquei pro zelador os reais motivos do meu atrasado. Sério, gatos pretos são problemáticos. – falei convicta, observando ela mexer com as sobrancelhas. Deus, acho que terei pesadelos.
-Você se atrasou durante todos os dias de aulas, senhorita Evans. Fugiu e tentou fugir, está sempre brigando com a senhora Compball – Sr. Compball deve ser aquela outra velha chata da cantina. Eu brigo com ela mesmo, e daí? Tanta gente desperdiçando comida, por que ela não pode colocar dois hambúrgueres na minha bandeja? – , colou nas provas, zerou sua nota em Inglês, é expulsa quase toda semana de alguma aula, quase todo dia você está na detenção...
-Obrigada por me lembrar de meus méritos, diretora, mas será que dá pra andar logo com isso? – Interrompi o monólogo dela. – Já estou atrasa, se a senhora fosse mais rápida eu apreciaria. – dei ênfase no “senhora”.
-Ora, quanta insolência! – ela gritou. Ui, hoje ela está mais brava do que o normal. – Como se atreve?! Já me cansei desse seu jeito! Está em detenção três vezes por semana durante três meses! – Detenção nem é tão mal assim. Georg e Gustav sempre estão lá também. – E ainda terá que entrar para o clube das Líderes de Torcida e pegar a média em Inglês, ou será suspensa por tempo indeterminado.

F-E-R-R-O-U!

Bem, se eu tivesse prestado atenção em alguns fatos isso não teria acontecido. Fatos como:
1º - Não tinha nenhum copo sobre a mesa dela, o que quer dizer que ela está sem bebida. Isso pode ser perigoso.
2º - Tinha dois seres estranhos sentados de frente para ela, em sua mesa, que permaneceram calados e com os olhos arregalados durante toda a nossa conversa. Eles provavelmente devem ser alunos novos e ela adora se exibir. Não perderia a chance de ferrar com a minha vida (mais um pouco, se é que isso é possível) pra mostrar quem é que manda.
3º - Acabei de perceber que uma das minhas meias está do avesso. Isso é um fato, mas não vem ao caso.
Deixei a diretora falando sozinha novamente e me pus a observar os seres estranhos que me observavam. Bem, os seres estranhos eram... estranhos. Um usava maquiagem e o outro parecia que não lavava o cabelo.
Eles sorriram para mim, então fiz um movimento com as sobrancelhas, tentando parecer indiferente e logo depois voltei a olhar para a diretora.
Eles eram estranhos, mas e daí? Não tenho preconceito, odeio a todos igualmente.

----------------------------------------------------

AEAEAE! õ/O primeiro capítulo é mesmo retardado. É tipo uma introdução. Gostaram?

Comentem *-*'
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Empty
MensagemAssunto: Re: (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily    (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Icon_minitimeSab Abr 02, 2011 12:06 pm

"Tem uma verruga do tamanho do sol no nariz" morri quando li isso'
Continua, por favor!
Voltar ao Topo Ir em baixo
bia.babi
Fanática
Fanática
bia.babi

Número de Mensagens : 1235
Idade : 23
Localização : Santo André/SP
Data de inscrição : 20/06/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Empty
MensagemAssunto: Re: (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily    (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Icon_minitimeSab Abr 02, 2011 12:17 pm

Jenny Kaulitz escreveu:
Não tenho preconceito, odeio a todos igualmente.


KKKKKKKK,A frase da minha vida
Adorei sua fic (leitora nova \o/)
Continua por favor
lol!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Empty
MensagemAssunto: Re: (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily    (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Icon_minitimeSab Abr 02, 2011 1:06 pm

Ai, estou feliz. *-* q
Muito obrigada pelos comentários. õ/
Bom, imaginem o Bill e o Tom quando eles eram mais novos. No começo do Tokio Hotel e nem tão no começo assim. HAUSHAUHSUAHS'
Invejem minha capacidade de explicação.
Bem, quando eles tinham uns 16, 17 anos... eu acho. '-'
*barulho do vento*
Boa leitura! *-*

_________________________________

Todo mundo odeia a escola.
 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily X-Cap2
"Sim, eu amo a escola. Espero que sintam a ironia."


E aqui estou eu, descascada, picada e frita, olhando pra minha diretora enquanto ela olha pra mim e os ‘esquisitos’ nos olham.
Eles não são assim tão esquisitos. Todo mundo nessa escola é esquisito, então... eu não tenho como argumentar.
-Já pode ir, senhorita Evans. E sua detenção começa hoje após a aula. – a filha de um cachorro com um pernilongo disse, e foi aí que eu perdi a paciência e voei sobre a mesa dela, apertando seu pescoço com toda a força que tinha.
Brincadeirinha. Eu não fiz isso, simplesmente fiquei lá parada, tentando entender a situação.
Não, o pior de tudo não era ter que ficar em detenção por três meses ou recuperar minha nota em Inglês, o que seria um saco e bastante difícil. O pior de tudo era aquilo em que eu me recusava a acreditar.
-Como assim eu vou entrar pro clube de Líderes de Torcida? – perguntei, lançando o meu olhar de “estou mais perdida do que surdo em bingo”.
-Isso mesmo. Procure a Zooey e se informe sobre o horário dos treinos. – ele me respondeu sem me dar muita atenção e mexendo em alguns papéis.
Zooey, Zooey... Eu me lembro desse nome de algum lugar, mas de onde? Ah, sim. Ela é a urubu maior, capitã das Líderes de Torcida e minha pior inimiga. Eu odeio ela mais do que jiló com farinha. Ela é uma tremenda de uma... Bom, eu não posso nem pensar naquela palavra que começa com “patri” e termina com “cinha”. Patricinha! Pra não dizer que ela é uma coisa pior.
Nós nos odiamos desde o Big Bang. Ela me odeia porque me inveja, modéstia parte, isso é fato. Tudo porque meus amigos são garotos.
E eu a odeio porque ela nasceu, quer motivo maior que esse?
Ela cisma em ferrar com a minha vida. Não a culpo, afinal, todo mundo quer isso.
Isso não pode estar acontecendo. Não mesmo. É o meu fim! Eu sinto.
-A senhora não pode fazer isso comigo! – Quase implorei.
-Já fiz. – ela falou indiferente, logo após chamando a atenção dos garotos esquisitos que permaneceram calados durante todo esse tempo e lhes entregando uma folha. – Já podem ir. Tenham um bom dia de aula. – ela sorriu para eles. Ou tentou, porque o sorriso dela é mais feio do que a minha mãe com máscara verde na cara. – E você? Vai ficar aí parada até que dia? – ela se voltou para mim, que ainda permanecia na mesma posição e com certeza com uma cara de indignação maior do que quando entrei.
Estalei a língua, girei nos calcanhares e saí daquela sala de tortura. É, eu fui feliz enquanto vivi. Mentira. Eu nunca fui feliz enquanto vivi, e agora eu não vou poder realizar o meu sonho de montar uma banda e sair em turnê para outro planeta.
-Garota! – quando estava prestes a caminhar pelo corredor ouvi uma voz me chamando. Meu Deus, é a morte. Me virei e vi que eram os dois garotos da sala da diretora. – Pode nos ajudar? – o garoto de cabelos negros e maquiagem me perguntou.
Sabe, olhando assim mais detalhadamente, eles pareciam exatamente iguais.
-Aliens! – exclamei.
-Hein? – o loiro arqueou uma sobrancelha, enquanto o outro ria.
-Vocês são aliens. Suspeitei desde o principio! São tão parecidos. Aqueles marcianos estúpidos não prestam nem pra criar um ET diferente do outro! – Ok. Eu podia até estar exagerando. Só um pouquinho, porque eu não sou exagerada.
-Nós somos gêmeos. – o loiro explicou.
-Idênticos. – o moreno completou.
-Legal. Quer dizer, que chato. – Fiz uma cara de desprezo.
-Então, será que pode nos ajudar a achar nossa sala? – o moreno voltou a perguntar.
-Sabe, eu sou uma pessoa muito prestativa e que gosta de ajudar os outros. Mas hoje é meu dia de folga para fazer caridades. – Me virei e comecei a andar novamente. Eles que se virem!
Fui beber um pouco de água. Não deu tempo nem de tomar café, então eu teria que encher meu estômago com água se não quisesse morrer de fome. Meu plano era beber um pouco de água, mas foi uns três litros pelo meu nariz.
Subi as escadas para a minha sala. Nomeie-a inferno. Então, basicamente, fui diretamente para o inferno.
Não querendo ser má, mas já sendo, espero que aqueles gêmeos tenham se perdido.
Bati na porta, e ótimo, o gay do professor de inglês abriu-a.
-Atrasada? De novo? – Ele perguntou. Essa pergunta é tão comum em minha vida que se eu recebesse um dólar pra casa vez que me perguntassem isso eu montaria um banco. – Bem, entre.
Entrei e olhei para as pessoas naquele inferno. Fui diretamente para o fundão, onde sempre me sentava.
-Aberração! – Ouvi Zooey gritar lá da carteira da frente quando eu já estava no meio da sala. Ela sempre me chamava assim.
-E aí, traveco? – provoquei, e o professor me mandou calar a boca. Ele é um maldito puxa-saco da Zooey.
Ela deu um risinho ignorante enquanto eu seguia o meu caminho.
Aí, meu fígado. Não pode ser. Não é possível que eu tenha tanta sorte assim. Lá estavam aqueles dois esquisitos da sala da diretora conversando com o Georg na maior animação. Enquanto eu morria afogada eles já tinham achado sua futura sala.
Tudo bem, é só ignorar. Eles não têm nem que saber o meu primeiro nome.
-E AE, EMILY?! – Georg gritou, acenando para mim. Isso porque eu estava só duas carteiras longe dele.
-Georg, por que você não sai pelado e com uma melancia pendurada no pescoço pelo Central Park? Chama menos atenção! – Bati com força minha mochila na carteira dele, e logo depois sorri. É, eu odeio ele. – Tudo suave na nave?
-De boa na lagoa. – ele respondeu. Então olhei para Gustav, que se sentava na frente de Georg e que nesse momento se esforçava para manter os olhos abertos. Ele cochilava sentado e com a língua de fora.
Voltei minha atenção para a fileira ao lado esquerdo de Georg, onde sempre me sentava. E lá estava um futuro morto sentado no meu lugar.
-Emy, esses aí são o Bill e o Tom. Eles vieram da Alemanha, acredita nisso? – Georg comentava animadamente atrás de mim.
-Acredito. – murmurei e me dirigi ao garoto moreno. – Tá no meu lugar, Tom.
-É Bill. – ele me corrigiu. Que diferença faz? Eles são todos iguais.
-Tanto faz. Será que...
-Claro. – ele se levantou e passou para a carteira da frente, e eu me sentei no meu lugar, de modo que eu fiquei entre ele e o tal de Tom. Isso não vai prestar. Nada aqui presta.
Sim, eu amo a escola. Espero que sintam a ironia.


____________________________

Mais enrolação. -q /apanhamuitoemorreestribuchada{?}Bom, agora vocês conhecem a Zooey... ou não. '-' Ela vai ter um papel significativo na fic... ou não. '-' Logo, logo os gêmeos vão entrar de vez na história. Bom, Emily tem esse jeitão mesmo. Ela tenta passar uma imagem de "bad" e é assim com quem não conhece, mas isso mudará... ou não. '-' Tá. Parei. ¬¬' -q Comentários? D: Não se esqueçam, isso é muito importante. *-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
bia.babi
Fanática
Fanática
bia.babi

Número de Mensagens : 1235
Idade : 23
Localização : Santo André/SP
Data de inscrição : 20/06/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Empty
MensagemAssunto: Re: (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily    (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Icon_minitimeSab Abr 02, 2011 2:02 pm

Nossa,e eu que pensava que era revoltada,agora vendo a Emily eu me acho a pessoa mais calma do mundo kkkkkkkkkkk
Coitado dos Kaulitz Emily,só queriam saber a sala
Gustav dormindo na aula?kkkk(imaginei a cena)
Continua rapido por favor
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ilana
Ao extremo
Ao extremo
Ilana

Número de Mensagens : 3843
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 01/02/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Empty
MensagemAssunto: Re: (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily    (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Icon_minitimeSab Abr 02, 2011 2:35 pm

Cara é a minha vida!! Só que sem o Tom, o Georg, o Gustav e o Bill!!!

Eu me identifiquei muito com a fic!!


-----------------

Continua!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://eternitytokiohotel.tumblr.com/
karollzinnha
Big Fã
Big Fã
karollzinnha

Número de Mensagens : 601
Idade : 23
Localização : salvador/BA
Data de inscrição : 26/01/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Empty
MensagemAssunto: Re: (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily    (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Icon_minitimeSab Abr 02, 2011 3:35 pm

Nossa... eu amando essa fic!! I love you

Continua postando *_*
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.fctokiohotelbahia.blogspot.com
Convidad
Convidado



 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Empty
MensagemAssunto: Re: (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily    (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Icon_minitimeSab Abr 02, 2011 6:52 pm

Obrigado pelos comentários Girls :*
Como eu estou ansiosa pra postar, tá ai mais um capitulo *-*'




Todo mundo odeia o lado negro da força.
 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily X-Cap3
"-Xi, eles foram pro lado negro da força.
-Já era."


Eu olhava para Bill, e Bill olhava para mim. Eu olhava para Tom e Tom olhava para mim. Então eu olhava para o Bill novamente e ele olhava para Tom. Tom olhava para Bill, e Bill olhava pra mim novamente e...
-Ah, já chega! Senta do meu lugar de uma vez! – berrei e me levantei revoltada. – Que saco! Deveria ter matado aula de novo! – Falei, enquanto Bill se sentava no meu lugar e eu onde ele estava antes.
-Se você fizesse isso estaria ferrada mais ainda. – Georg comentou, enquanto o professor gay estava entretido passando a matéria no quadro.
-Eu nasci ferrada, vivi dezesseis anos da minha vida ferrada e ainda tô ferrada. Grande coisa. – Dei de ombros.
-Emily, você é muito chata. – Gustav murmurou, com um só olho aberto e me encarando.
-Ótimo. E vocês dois. – me voltei para os gêmeos –, mantenham esse inglês com sotaque alemão de vocês longe de mim!
-Ela é sempre assim? – Bill perguntou para Georg, que olhou para mim, depois olhou para Bill, depois olhou para mim de novo e preferiu não responder. Essa coisa de olhares já está irritando.
-Pior. – Gustav murmurou novamente.
-Ô, Gustav. A conversa não chegou no chiqueiro. – revidei.
-E nem no canil. Você também não foi chamada para a conversa.
-Depois dessa eu ia pra casa olhar pra parede. – sussurrei, fazendo os alemães rirem. – Que vida chata essa minha. Fala sério, cara. – revirei os olhos.
-Sério. – ouvi Bill me responder e olhei para ele com meu olhar “morre seu filho de um calango”.
Depois peguei minha bolsa e tirei lá de dentro um caderno sem capa. Eu teria que copiar a matéria de Inglês, ou... Bem, o que será que acontece se eu não copiar e continuar a me dar mal nessa matéria? É melhor não arriscar duvidar da diretora.
-O que aconteceu com você? – Georg perguntou, vendo que eu procurava uma caneta dentro da bolsa.
-Bem, tudo que eu tenho pra dizer é: “Me fodi”. Pergunta aí pro seus amigos alemães. – respondi, virando minha mochila de cabeça para baixo. Saiu tudo quanto é coisa lá de dentro, menos uma caneta. – Alguém tem uma caneta?
-Aqui. – Bill sorriu e me entregou uma.
-Milagres são reais. – Gustav disse, e logo depois desfaleceu sobre sua carteira. Ele vive dormindo na escola. Isso é que é tédio.
-Valeu. – olhei para Bill novamente. – Vocês até que são legais.
-Viu? – Georg sorriu. – Querem lanchar com a gente? – perguntou para eles.
-Ô, Georg. Não abusa! – protestei, logo após recebendo uma bola de papel na cabeça. – Ai! – exclamei. – Quem foi o condenado?! – perguntei, e não recebendo resposta peguei a bolinha de papel no chão e li em voz alta. – “Oieee. Estou te espiando. Assinado: A admiradora secreta”. Mas... O quê? – arqueei uma sobrancelha, olhando para o papel escrito com caneta rosa que quase chegava a cegar.
-Isso não é pra você, não, sua aberração brega! – aquela olhuda e peituda siliconada da Zooey gritou lá da frente. E foi nesse momento que eu tive certeza que jamais iria falar com ela pra perguntar os horários dos treinos das Líderes de Torcida. Que se ferre a diretora também! – Passa o recado pro Tom.
-Claro, sua loira aguada. – falei com cara de nojo, me virando para trás. – Fiquem longe dela! – adverti para os dois, jogando a bolinha de papel para Tom. – Pode ser muito, muito perigoso. – olhei para a cara de tacho que eles faziam e suspirei. – É só um conselho de uma nova amiga problemática chamada Emily e que pode ser muito útil. Falar com ela faz seu cérebro encolher. Foi isso que aconteceu com o pobre do Gustav. – apontei para ele, que pra variar, dormia. – Agora ele não consegue mais acordar da escuridão eterna.
-Quanto drama, Emily. – Georg comentou. – Isso é mentira, e ninguém tem culpa dessa sua rivalidade com a Zooey. E então, vão lanchar com a gente sim ou não? – se voltou para os gêmeos.
-Valeu por cortar o meu barato, Georg. – fiz uma cara de peixe-morto.
-Espera. Você disse que é nossa amiga agora? – Bill perguntou para mim, e eu fiz um gesto de indiferença com uma das mãos.
-Tá legal. Nós vamos. – Tom concordou.
-Beleza, mas só podem com uma condição. – avisei. – Terão que dividir os seus lanches comigo.
-Não liguem, ela é chata assim mesmo. – Georg comentou, eu fingi que não ouvi e comecei a copiar a matéria. Bando de otários!
_x_
Georg ria escandalosamente ao meu lado depois de saber o trágico destino ao qual a diretora tinha me condenado, Gustav falava mal da comida e xingava a tia da cantina e eu comia como se não houvesse amanhã.
O refeitório já estava cheio de pobres – contando com a gente – e patricinhas. É, e por algum motivo os alemães não estavam ali com a gente. Disserem que viriam depois. Vai saber.
Eu gosto daqui de Seattle, mas também sempre gostei da Alemanha. E no fundo, no fundo, bem lá no fundo, para ninguém ouvir, eu até gostaria de conversar mais com eles. Eles eram chatos, por isso eram legais. Não tente entender.
Ah, e lá estão os gêmeos carregando suas bandejas com o meu lanche! Georg acenou loucamente para eles. Pude ver que eles sorriram ao mesmo tempo, antes da minha visão ser tapada por Zooey e o seu grupinho que entrou na frente deles.
Pobres garotos!
-Xi, eles foram pro lado negro da força. – comentei, vendo que eles mudaram de direção, indo se sentar na mesa de Zooey. – Ingratos!
-Já era. – Gustav murmurou, batendo o garfinho em sua bandeja.



–q Zooey já 'usurpou' os gêmeos. D: Não se preocupem, ela irá morrer atropelada em breve. /brinks Er... E ignorem-me.
espero que tenham gostado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ilana
Ao extremo
Ao extremo
Ilana

Número de Mensagens : 3843
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 01/02/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Empty
MensagemAssunto: Re: (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily    (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Icon_minitimeSab Abr 02, 2011 7:02 pm

Cara eu to amando e me identificando!!!
Posta mais!!

Essa é a melhor fic que eu ja vi!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://eternitytokiohotel.tumblr.com/
bia.babi
Fanática
Fanática
bia.babi

Número de Mensagens : 1235
Idade : 23
Localização : Santo André/SP
Data de inscrição : 20/06/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Empty
MensagemAssunto: Re: (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily    (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Icon_minitimeSab Abr 02, 2011 7:05 pm

dead Fim do mundo,por que os Kaulitz foram para o lado negro?por que?por que?por que?
Tambem não gostei muito da Zooey,acho que não me daria bem com ela (se ela fosse real claro,não pensem que eu sou louca Rolling Eyes )
A Emily se faz muito de bad realmente,isso assusta um pouco Shocked
Tenho dó dos Kaulitz,tanto pela Zooey quanto pela Emily,que é meio(bem) louca mas legal(vai entender esse comentário né scratch )
Fico feliz por você ter ficado anciosa e ter postado esse capitulo,queria mais(ainda hoje Sad )*pensaquemanda*
To adorando
Voltar ao Topo Ir em baixo
mila!kaulitz
Mega Fã
Mega Fã
mila!kaulitz

Número de Mensagens : 718
Localização : Curitiba
Data de inscrição : 21/01/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Amigos

 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Empty
MensagemAssunto: Re: (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily    (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Icon_minitimeSab Abr 02, 2011 10:05 pm

Citação :
Posta mais!!

Essa é a melhor fic que eu ja vi!!

posta posta o proximo logo por favor yaya
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pâmela.O.d.S
Big Fã
Big Fã
Pâmela.O.d.S

Número de Mensagens : 545
Idade : 25
Localização : RS/POA
Data de inscrição : 18/10/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Empty
MensagemAssunto: Re: (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily    (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Icon_minitimeSab Abr 02, 2011 10:41 pm

OOoe atrasada mas eu estou amando e me identificando tambem ^^
Essa fic me lembra muito o seriado : My life as Liz que passa na MTV e
eu adoro e estou ADORANDO a fic tbm posta
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ilana
Ao extremo
Ao extremo
Ilana

Número de Mensagens : 3843
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 01/02/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Empty
MensagemAssunto: Re: (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily    (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Icon_minitimeSab Abr 02, 2011 10:50 pm

Pâmela.O.d.S escreveu:
OOoe atrasada mas eu estou amando e me identificando tambem ^^
Essa fic me lembra muito o seriado : My life as Liz que passa na MTV e
eu adoro e estou ADORANDO a fic tbm posta

Eu também acho que parece com My life as Liz (Amo!)!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://eternitytokiohotel.tumblr.com/
Convidad
Convidado



 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Empty
MensagemAssunto: Re: (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily    (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Icon_minitimeDom Abr 03, 2011 8:25 am

“morre seu filho de um calango”
coitadinho do Bill, mais ficou muito engraçado.
to amando a fic... E por favor, posta rapido!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Empty
MensagemAssunto: Re: (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily    (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Icon_minitimeDom Abr 03, 2011 8:48 am

Muito obrigada mesmo pelos comentários Girls. Estou muito feliz mesmo, mesmo, mesmo.
*dança Waka Waka em cima da mesa*
Espero que gostem. :*




Todo mundo odeia novos amigos.
 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily X-Cap4
"Pode me chamar de Emy."

Viu o que acontece quando se confia nas pessoas? Viu o que acontece quando você se deixa levar pelas primeiras impressões?! Eu até cheguei a acreditar que eles poderiam ser nossos amigos, mas eu tristemente me equivoquei. Mas isso não acontecerá novamente, porque eu não sou estúpida. Ok... Só um pouco, mas nem conta.
Eles escolherem seus próprios caminhos. Eu avisei para eles, mas eles não me ouviram. Agora, o mundo deles ficou negro... Ou deveria dizer rosa? Tanto faz. Chega de drama! Se eles quiseram se sentar com o grupinho da Zooey, eles não vou poder se sentar nunca na nossa mesa. Fato!
-Viu o que eu disse desde o principio?! Eles não são confiáveis! – dei uma cotovelada na barriga de Georg, que gesticulou um “au!” com a boca e levou uma das mãos até o lugar que eu atingi.
-Você disse desde o principio? Você estava é se rendendo toda aos alemães. Nunca vi você aceitar novos amigos tão depressa. – Gustav falou, sentado de frente para mim. Dei um chute na canela dele por debaixo da mesa.
-Não interessa! Agora somos só nós três, sempre fomos nós! – esbravejei, socando a mesa.
-Nós três não. Se você continuar me batendo desse jeito eu não vou sobreviver por muito tempo pra contar a história. – Georg resmungou.
-Foi mal, é que... – parei de falar, enquanto observava o tal de Tom rindo descontroladamente enquanto Zooey e as outras patricinhas davam risinhos sem graça. Estúpidas! Elas nunca entendem uma piada mesmo. – Tô indo lá pegar os hambúrgueres dos nerds pra guardar no meu armário e comer depois. Vocês fiquem aí e não se movam! – falei já me levantando.
-Como se eu fosse me mover depois dessa cotovelada que quebrou a minha espinha. – Georg reclamou, antes que eu saísse dali.
Passei por trás da Zooey e de frente para os gêmeos, de modo que eles pudessem ver a minha cara de desprezo. Só que eu não vi um projeto de rapper na minha frente porque estava ocupada demais me esforçando para fazer uma certa cara desprezo. Resultado: Eu bati no projeto de rapper que carregava sua bandeja e a comida da pobre bandeja voou toda sobre mim enquanto eu caia de bunda no chão.
Todo mundo gargalhou. Agora é que os alemães não vão querer se sentar na nossa mesa mesmo! Mas não importa, porque além de eu não deixar eu tenho verdadeiros amigos. Nós somos sempre uns bobões, e isso que aconteceu agora está sempre acontecendo conosco, mas eu tenho orgulho dos meus amigos.
-Você tá bem? – ouvi a voz de Bill perguntar ao meu lado, enquanto eu ainda permanecia sentada e com os olhos fechados.
-Tô ótima! – gritei, me levantando e ignorando a mão que Bill estendeu para me ajudar.
-Claro que ela está bem, Bill. Isso sempre acontece com essa perdedora. – o projeto de Barbie chamada Zooey disse, fazendo aquelas amigas dela rirem feito hienas.
Fiquei olhando para Bill que me encarava com um olhar assustado, ou talvez até de pena. Que ódio!
-Vem, Emy. – Georg falou me puxando pela mão, nem olhando para aqueles perdedores. Ok, nós éramos os perdedores, mas esquece.
Ele me puxou para fora do refeitório, enquanto Gustav nos seguia comendo um pacote de salgadinho.
-Tudo bem? – Georg me perguntou, quando paramos no corredor vazio dos armários.
-Claro que não. Agora eu vou perder o lanche dos nerds porque eu tenho que ir lavar o cabelo! Olha só pra isso! – peguei uma mecha do meu cabelo. – Meu pobre cabelo ruivo artificial! Não é justo!
-É, ela tá bem. – Gustav constatou.
-Olha só, a gente pega o lanche deles pra você e te dá cobertura se você se atrasar para a próxima aula. – Georg disse dando um soquinho no meu braço. O problema é que esse soquinho vai ficar roxo. Viu? Isso é que é amizade!
_x_
Por sorte – reparem na ironia – eu não tinha um outro uniforme no meu armário. Então, depois de usar o chuveiro do vestiário “ilegalmente” eu tive que vestir a roupa usada para fazer Educação Física. Ah, Educação Física... Eu a amo, só porque eu posso dar boladas na Zooey ‘discretamente’.
A roupa se resumia a um shortinho preto e uma camisetinha pólo branca com o símbolo da escola. Tudo lindo e combinando com a minha beleza. Sim, eu sou uma pessoa muito irônica, mas a vida me ensinou a ser assim. A única coisa que está legal é o meu all star preto cheio de desenhos e com o cadarço laranja.
Depois do meu ‘mico’ que nem foi tão grande assim, pois eu já sofri coisas piores, eu voltei para a sala. Era aula de Literatura, com o professor Eric. Ele é o professor mais legal daqui, mas é segredo.
Como ele é legal me mandou entrar sem perguntar nada, e antes que eu pudesse começar a andar ouvi a voz de Zooey:
-Que inferno! Pensei que essa aberração já tinha morrido e nunca mais iria voltar.
Ignorei, porque nesse momento eu estava muito furiosa era com os gêmeos. Além de tudo, eu só sofri um ‘acidente’ porque estava olhando para eles. Eles também não têm culpa de eu ser uma azarada, mas a vida é injusta. Eu sou injusta, então eu culpo quem eu quiser! Fim de papo!
Apenas me sentei de qualquer jeito no meu lugar. Olhei para Georg que rabiscava a carteira e depois olhei para Gustav, que comia uma barra de chocolate calmamente.
-Cara, vocês me dão inspiração para morrer. – comentei.
-Isso é ótimo. – Gustav disse, mastigando o chocolate de boca aberta.
Me virei para frente. Olhei com tédio para o professor que andava e falava sem parar. Logo depois senti alguém cutucando o meu ombro. Nem olhei para os gêmeos quando cheguei e nem vou olhar agora.
-Emily. – Bill me chamou com a voz baixa. – Ô, Emily.
-Se você está querendo sua caneta de volta saiba que eu perdi. – falei sem me virar, me lembrando da caneta que tinha pego emprestada com ele. – É nisso que dá emprestar suas coisas pra uma pessoa desconhecida. E pra você é Evans. Me chame de Evans, não de Emily.
Ele ficou quieto. É bom mesmo que tenha desistido de tentar falar comigo.
Depois disso fiquei olhando para a carteira, pensando em como a vida é injusta e por que eu não tenho peitos. Ok. Ignorem essa parte.
-Emily, vai ficar aí até quando? – Georg me chamou, e só então notei que só estamos eu, ele e Gustav na sala.
-O que aconteceu? O mundo já está acabando? – perguntei, me levantando.
-Basicamente, mas todo mundo só saiu daqui porque enquanto você viajava o professor mandou todo mundo ir pra biblioteca escolher um livro. – Georg me explicou. – Você está muito estranha, sabia? Está muito quieta.
-E daí? O Gustav também é quieto, por que você não enche o saco dele?
-Olha só, eu nem estava na conversa. Pode parar de ficar falando meu nome por aí. – Gustav resmungou.
-Então, vamos aproveitar que não tem ninguém e vamos matar o resto da aula? – Georg sugeriu.
-Bem, é que... – eu comecei. É que o quê, meu Deus? Pensa rápido. Pensa rápido. Eles estão olhando para mim como se eu fosse um macaco branco dançando Waka Waka.
-Como assim você não quer matar aula? – Georg me perguntou, confuso.
-É, Emy. Como assim? – Gustav imitou a pergunta de Georg com um sorrisinho sacana no rosto. O que será que ele tá sugerindo com isso? O que será que ele tá pensando? O que será que eu tô pensando recusando matar aula?
-O que vocês estão fazendo aí? – eu nunca pensei que diria isso, mas eu fui salva por um professor. – Andem logo. – Eric insistiu, e Georg suspirou derrotado.
Fomos todos para a biblioteca, onde todas as mesinhas estavam ocupadas. Ótimo. Georg foi procurar algum livro sobre alguma coisa inútil, aposto. E Gustav com certeza deve estar procurando algum livro sobre chocolates.
Eu apenas fiquei observando os livros naquelas imensas estantes. Caramba, dá pra se perder aqui dentro, se duvidar.
Fiquei andando, e andando. O tédio já estava tomando conta quando comecei a pensar como eu poderia ter recusado matar aula. Que estranho.
-Evans. – ouvi alguém me chamando enquanto folheava um livro velho. Com o susto derrubei o pobre livro no chão. Olhei para quem me chamava à minha frente e percebi que era... O Papa. Sério, se fosse o Papa eu teria me assustado menos. – Eu queria dizer que... – Bill começou, se perdendo nas palavras.
-Que achou bonito o meu tombo? – sugeri, enquanto pegava o livro no chão.
-Sim. Quer dizer, não... Espera! Não! – ele ficou ainda mais confuso, e eu comecei a rir. – Eu queria pedir desculpas por não ter ido sentar na mesa de vocês hoje. Vocês foram tão legais com a gente. Nós estávamos lá e de repente Zooey nos arrastou pra mesa dela, e eu notei que o conselho que você deu tinha razão. Nós devemos ficar longe dela.
-Uhum. – murmurei.
-Não ficou chateada, ficou? – ele arqueou uma sobrancelha.
-Não, imagina. Eu só... Praguejei vocês de todas as maneiras existentes. – falei, e dessa vez foi ele quem riu.
-Desculpa. – ele repetiu. Ele estava tão... Não, não vou ousar completar esse pensamento.
-Tudo bem. – sorri, e ele se virou. – Bill. – chamei-o, fazendo se virar novamente para mim. – Er... Esquece sobre o lance do sobrenome. Pode me chamar de Emy. – Ai, meu Deus. Eu não acredito que disse isso pra ele. Como assim “pode me chamar de Emy”? – Ai, meu Deus... Eu não acredito que eu disse isso. – olha aí meus pensamentos se tornando falas. Bati na minha própria testa, enquanto ele sorria.
Eu não gosto muito de sorrisos, mas o dele é o mais bonito que já vi.
-Claro, Emy. – ele falou, me tirando do transe.
-É Emily, tá legal? – fingi estar emburrada, e ele apenas sorriu, mais uma vez. – Emy é só para os amigos.
-Então nós não somos amigos?
-Amigos... Amigos, não. Digamos inimigos com privilégios. Então até nos tornarmos amigos você me chama de Emily. – houve um breve silêncio. – Certo, essa conversa parece estúpida pra você tanto quanto parece pra mim?
-Depende do quando você acha ela estúpida, Emily. – deu ênfase no meu nome.
-Ok. Vejo você por aí. – dei de ombros, e fiquei observando ele ir.
Minha Nossa Senhora das Meninas de Cabelos Tingido, o que foi isso? Me sinto estúpida e ao mesmo tempo feliz por ter sido estúpida. Vai entender.





Hum... Er... Oi. '-' –q
HAUSHUAHSJHDJHDAJ’
Comentários, pauladas? –q
Só queria dizer que nem tudo o que parece realmente é. {?}
E não estão sentido falta de ninguém, não? Não se preocupem, no próximo capítulo o Tom terá um “certo” destaque. Eu sei que tá um angu com chuchu {?}, mas me façam feliz e comentem... ou não. kk'
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Empty
MensagemAssunto: Re: (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily    (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Icon_minitimeDom Abr 03, 2011 9:14 am

Ta muito lindo, e eu amei a Emily, ela é um exemplo para os depressivos... [\?]
please, posta logo'
Voltar ao Topo Ir em baixo
bia.babi
Fanática
Fanática
bia.babi

Número de Mensagens : 1235
Idade : 23
Localização : Santo André/SP
Data de inscrição : 20/06/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Empty
MensagemAssunto: Re: (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily    (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Icon_minitimeDom Abr 03, 2011 12:23 pm

Eu rio litros com os pensamentos da Emily e de como ela consegue ser confusa kkk
O Georg e o Gustav tambem me matam de rir haha
To amando sua Fic
Continua rapido please yaya
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ilana
Ao extremo
Ao extremo
Ilana

Número de Mensagens : 3843
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 01/02/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Empty
MensagemAssunto: Re: (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily    (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Icon_minitimeDom Abr 03, 2011 2:44 pm

NÃO PARA DE POSTAR!
Essa fic ja é o meu segundo vício!!
Emily sou tua fã!!
POSTA MAIS!! POSTA MAIS!!!  (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily 279145

---------------

Não sei por que eu acho que eu sou a EMILY, pois eu ja tentei odiar uma pessoa como ela (Era o Bill, quando eu o vi pela primeira vez!), mas não deu muito certo e, estou eu aqui!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://eternitytokiohotel.tumblr.com/
Convidad
Convidado



 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Empty
MensagemAssunto: Re: (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily    (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Icon_minitimeDom Abr 03, 2011 3:15 pm

Hey, olha eu aqui! õ/
*leva uma pedrada*
Gente, muito obrigada pelos comentários.
Tá ai mais um Capitulo Very Happy



Todo mundo odeia os vizinhos.
 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily X-Cap5
"-Eu não acredito que você é nossa vizinha.
-EU TAMBÉM NÃO!"


-Vai, vai, sua pamonha! Não pára! Não, não, por favor! Sua estúpida! – eu gritava com a porta de vidro que dava para a minha sacada. Bem, eu não gritava com a minha porta, e sim com as gotas de água que nela escorriam.
Bom, estava chovendo, e como não tem nada melhor pra fazer eu estou apostando corrida com as gotas de água, enquanto Metallica ecoa alto pelo meu quarto. Tão alto que os vizinhos devem achar que aqui é algum lugar de... Bem, eu não sei o que eles pensam! Tá querendo que eu adivinhe?
Eu moro muito, muito longe da escola, mas com o tempo você se acostuma a não sentir mais suas pernas depois de andar uns 100 quilômetros, ou mais. Tá, é longe, mas nem tanto. Pra ajudar mais um pouco na minha rua mora o capeta, literalmente. Zooey mora no final do quarteirão, e sempre quando pode passa por mim com aquele carrinho rosa dela enquanto eu me mato de tanto andar.
Pra completar fiquei na detenção e ainda peguei chuva no caminho, não tinha água quente no meu banheiro e eu quase morri congelada enquanto tomava banho. Agora estou aqui, apostando corrida com gotas de água.
Ué, há algo muito estranho por aqui. Tem um caminhão de mudanças parado frente à casa dos Montgomery desde que cheguei, e agora há uma movimentação estranha lá dentro. Os Montgomery são uns velhinhos que sempre estão me xingando pelo som alto. A sacada deles quase encosta na minha, e ainda bem que eles não usam o quarto com essa sacada. Deus me livre e guarde!
Será que eles morreram? Eu juro que não fui eu, apesar de desejar isso várias vezes. Eu sei, eu não vou para o céu. Vou passar direto e vou acabar indo parar no espaço sideral. Triste fim de Emily Evans.
Enfim... Que se danem! O que importa é que eu perdi. Eu perco até em uma competição de gotas. É o cúmulo!
De repente o som desligou e a luz apagou, assim, do nada. Seriam os espíritos dos Montgomery? Não, bobagem.
-Bobagem. – repeti para mim mesma, mas se isso é mesmo bobagem pra mim, cadê a coragem para parar de encarar a porta e olhar para trás pra ver o que aconteceu?
Minha mãe nunca está em casa. Eu nunca pensei que fosse dizer isso, mas eu queria que ela estivesse aqui agora. Tá, foi só a luz que acabou. E eu definitivamente não quero que minha mãe esteja aqui.
Me virei para olhar pelo meu quarto, onde não se via nem a porta, de tantas roupas e tranqueiras jogadas por ele. Então me virei para a porta de vidro novamente e...
-AHHHHHHHHHHHHHHHH! – levei um dos maiores sustos de toda a minha vida. Não, eu não vi os espíritos dos Montgomery, eu vi... o Michael Jackson. Não, também não.
Era o Tom, que também olhava para mim, só que os olhos dele não estavam arregalados, como deveriam estar os meus.
-O que você está fazendo aí? – ouvi a voz dele abafada pela minha porta, que ainda estava fechada, ao contrario da dele.
-Eu moro aqui! – falei, abrindo a porta. Minha mão tremia e minhas pernas ainda estavam bambas. – E por favor, se quiser me matar, faça de outra maneira , não me dando um susto desses. – olhei bem pra ele, que passou a língua pelo piercing que ele tinha no lábio inferior. – E você? O que faz aí? – perguntei, andando mais pra frente e entrando em minha sacada. Ainda bem que a chuva já tinha parado.
-Eu moro aqui. – respondeu, dando de ombros.
-Desde quando?
-Desde que eu me mudei, esperta. E agora esse quarto é meu e do Bill. – respondeu, rindo convencido, enquanto eu revirava os olhos.
-Mas é muito chato mesmo. Além de tentar me matar fica aí, me dando patadas.
-Eu moro aqui desde hoje. A gente tinha se mudado pro centro, mas aí a gente resolveu se mudar pra cá, e agora eu percebi que é muito longe da escola. Feliz? – ele perguntou, entediado.
-Não. E eu tive que me acostumar a não sentir mais minhas pernas depois de andar tanto pra ir e voltar da escola todos os dias. Com o tempo você se acostuma, mas eu realmente espero que você morra antes disso. – falei, fazendo a minha cara de “barraqueira”.
-Problema seu. – ele provocou.
-Ah, é? Então... Então... É mesmo problema meu. – tentei argumentar, mas vi que não tinha como. – Você é muito irritante, sabia?
-E você é muito chata, sabia?
-Sabia. O que eu não sei é por que você saiu da Alemanha pra vir me amolar aqui! – estiquei minha mão direita, tentando fazer com que meu dedo indicador ficasse bem na cara dele, mas a distância, ainda que fosse pequena, não me permitia, pois ele estava afastado de mim.
-Não te interessa. Olha, é muito pra essa sua cabecinha oca entender. – ele revidou, enquanto eu abaixava a mão.
-Olha aqui, seu... seu... seu... – ele começou a rir, enquanto eu pensava em um xingamento propicio. – Não é engraçado!
-Eu gosto de encher o saco às vezes, mas você é muito chata, cara.
-Sou mais chata que a Zooey? – não tenho idéia do por que perguntei isso.
-Muito mais. – ele fez um gesto com os braços. Acho que queria mostrar o tamanho da minha chatice.
-Poxa, magoou. – murmurei.
-Aliás, não acho a Zooey chata. Me sentar na mesa dela foi a melhor coisa que me aconteceu naquela escola. O Bill é mesmo um trouxa de ir pedir desculpas pra você por isso. E você é só uma chata sem seios!
-Eu não acredito que você disse isso! – bufei, entrando no meu quarto cega de raiva. Agora ele tinha me acertado num ponto fraco!
-O que? Vai fugir agora? – ele me perguntou. Peguei a primeira coisa que vi pela frente, no caso, um tênis, ou pelo menos acho que é isso.
Voltei pra minha sacada. Provavelmente meu rosto está da cor do meu cabelo de tanta raiva. Taquei o tênis com tudo. Era pra acertar nele, mas por sorte – ou azar – o tênis bateu em um dos vidros da porta da sacada dele, que despedaçou em uns mil pedaços.
-Olha o que você fez, sua vesga! – ele exclamou, olhando o vidro quebrado, enquanto sua boca forma um perfeito “O”.
-Quem morreu? – Bill, preocupado, entrou no quarto, olhando para Tom, que não desviou o olhar do vidro quebrado.
-Por enquanto ninguém, mas seu irmão morrerá em breve! – respondi, e houve um silêncio momentâneo. – Eu não acredito que disse que você podia ser legal! – olhei para Tom, ainda bufando.
-Emily? – Bill arqueou uma sobrancelha. Só agora ele percebeu que a louca que quebrou um dos vidros deles sou eu? – Eu não acredito que você é nossa vizinha.
-EU TAMBÉM NÃO! – gritei, entrando no meu quarto, batendo a porta com tudo e fechando a espécie de cortina que tinha nela para que não se pudesse ver nada.



AHHHHHHHHHHHH! Não me matem, eu sou linda. Mentira, eu sou feia. '-'Mas não me matem porque eu sou uma boa pessoa. Não, eu também não sou uma boa pessoa... ._.'Enfim, não me matem. -q O Tom e a Emily realmente não se deram bem. se tiverem muitos comentários eu ainda posto mais um capitulo hoje.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ilana
Ao extremo
Ao extremo
Ilana

Número de Mensagens : 3843
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 01/02/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Empty
MensagemAssunto: Re: (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily    (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Icon_minitimeDom Abr 03, 2011 3:20 pm

Mais!! Posta mais !!!  (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily 279145

Emily eu sou tua fã!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://eternitytokiohotel.tumblr.com/
bia.babi
Fanática
Fanática
bia.babi

Número de Mensagens : 1235
Idade : 23
Localização : Santo André/SP
Data de inscrição : 20/06/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Empty
MensagemAssunto: Re: (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily    (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Icon_minitimeDom Abr 03, 2011 3:26 pm

Eu ri,Emily pelo jeito eu sou tão vezga quanto voce KKKK
Tom e Bill vizinhos da Emily?acho que isso não vai prestar
Esqueci que ainda tem a Zooey no final da rua
E Tom se liga né,que isso de falar que a Zooey é legal?hein?hein?
Tcs tcs
Continua Jenny
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ilana
Ao extremo
Ao extremo
Ilana

Número de Mensagens : 3843
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 01/02/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Empty
MensagemAssunto: Re: (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily    (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Icon_minitimeDom Abr 03, 2011 5:23 pm

bia.babi escreveu:
Eu ri,Emily pelo jeito eu sou tão vezga quanto voce KKKK
Tom e Bill vizinhos da Emily?acho que isso não vai prestar
Esqueci que ainda tem a Zooey no final da rua
E Tom se liga né,que isso de falar que a Zooey é legal?hein?hein?
Tcs tcs
Continua Jenny

Né!! kkkkkkkkkkkk

Continua!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://eternitytokiohotel.tumblr.com/
Conteúdo patrocinado




 (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Empty
MensagemAssunto: Re: (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily    (Nem) Todo Mundo Odeia a Emily Icon_minitime

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
(Nem) Todo Mundo Odeia a Emily
Voltar ao Topo 
Página 1 de 10Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
TH BRASIL OFICIAL - Fórum :: Fan Stuff :: FanFics-
Ir para: