Fórum Oficial do Tokio Hotel no Brasil - TH BRASIL OFICIAL FÓRUM
 
InícioPortalRegistrar-seConectar-seIr para o site@THBRASILOFICIALFacebook

Compartilhe | 
 

 LoveLine.com: Bill e Tom Kaulitz falando sobre música e sexo com Mike e Doutor Drew

Ir em baixo 
AutorMensagem
rafaschafer
Moderadores
Moderadores
avatar

Número de Mensagens : 813
Localização : Rio de Janeiro
Data de inscrição : 03/03/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: LoveLine.com: Bill e Tom Kaulitz falando sobre música e sexo com Mike e Doutor Drew   Dom Nov 02, 2014 7:36 pm



ESCLARECIMENTOS: O vídeo tem duas horas, então não dá pra traduzir tudo. Boa parte é do Mike e do Dr. Drew falando com o pessoal que telefonou ou de pausa entre os blocos, inclusive, a pausa entre os blocos não tem som. As partes interessantes pra gente eu traduzi e coloquei o tempo em qual parte do vídeo elas acontecem.

00:23:25 - 00:27:55

Mike: Sim, o terceiro CD internacional desses... megalodontes da música, doutor Drew.
Dr. Drew: Megalodontes. (risos)
Mike: Kings of Suburbia é o CD que estou falando, Bill e Tom do Tokio Hotel se juntaram a nós hoje no Loveline. Sejam bem-vindos.
Tom: Obrigado. Muito obrigado.
Mike: Vocês só se mudaram para os EUA há quatro anos atrás?
Bill: Quatro anos atrás, sim.
Mike: E vocês não falavam nada de inglês quando vieram pra cá?
Tom: Nada, ainda estamos muito ruim.
Dr. Drew: Vocês têm algum professor, treinador ou alguma coisa?
Tom: Não, aprendemos nas ruas. (risos)
Mike: Vocês estão sendo humildes, mas o fato de vocês falarem tão bem, quero dizer, o fato de vocês terem bastante confiança e se sentirem confortáveis de darem entrevistas... Quero dizer, eu não conseguiria.
Tom: Isso agora. No começo, quando viemos para os EUA acho que em 2007 ou 2008, a gente tinha um intérprete com a gente,  e essa era a parte constrangedora porque quem precisa de um intérprete para inglês?
Mike: Mas vocês sabem que tem caras no Dodgers (equipe de basquete de Los Angeles) que estão nos EUA há quinze anos e ainda não conseguem falar uma maldita palavra sequer em inglês. (risos)
Tom: Agora me sinto melhor. (risos)
Dr. Drew: Aqui nos EUA nós temos salas de aulas diferentes para cada língua.
Tom: Tem alemães que não falam alemão também. (risos)
Mike: É verdade que um dos... motivos de vocês terem saído da Alemanha era porque vocês eram populares demais?
Bill: Sim, as coisas ficaram um pouco doidas no fim, não era divertido para nós viver lá.
Tom: A maioria das pessoas vem para L.A. para conseguir sucesso e fama, nós fizemos o oposto, a gente queria se esconder.
Bill: A gente queria se esconder e esse foi o lugar perfeito.
Mike: É verdade, porque vocês moram em West Hollywood, lá não tem muita coisa que chame a atenção das pessoas, vocês podem se misturar, qualquer um pode se misturar. Ahm... Sei que viver nos EUA é diferente de viver na Alemanha, especialmente em Los Angeles, como vocês trabalham? É uma vibe diferente ir para o estúdio?
Bill: A questão é que o Tom e eu estamos no horário europeu, então a gente vai dormir super tarde, geralmente vamos para a cama lá para às seis da manhã, dormimos de dia e só levantamos lá pela uma ou duas da tarde.
Tom: Mas mesmo assim acho que L.A. é uma cidade muito cedo, quero dizer, as pessoas acordam cedo e...
Bill: Vivemos uma vida de vampiros, estamos sempre acordados à noite e em L.A. todo mundo é tão saudável e saem, fazem yoga, pilates e tomam bebidas extravagantes e saudáveis.
Tom: Nós ainda temos um pouco do nosso estilo de vida rock 'n' roll, temos que admitir, não fazemos muitas coisas saudáveis.
Bill: Mas nós amamos viver aqui, as poucas horas de Sol que temos são ótimas.
Mike: Mas ele tá aí o ano todo, o que é legal, as poucas horas são suficiente.
Tom: Você sabe que o Sol saiu, mesmo quando está no estúdio, e saber isso já faz você se sentir melhor.
Mike: Obviamente existe um certo conforto financeiro e profissional que vem com o fato de se ter sucesso, como vocês, mas provavelmente existe também uma pressão quando vão fazer um CD porque vocês sabem que vai ter tanta gente de olho no que vocês estão fazendo.
Tom: Sim, é verdade.
Bill: Depois do nosso último CD, que saiu acho que em 2009, a gente disse que queria fazer uma pausa, nos afastamos um pouco da carreira um pouco e não sabíamos direito que tipo de música queríamos fazer, então a gente precisava dessa pausa e queríamos nos afastar. Todo mundo, a gravadora, todo mundo disse "meu Deus, é como um suicídio de carreira, vocês não podem fazer isso", e a gente disse "sim".
Tom: É, porque as pessoas estão lançando um CD novo praticamente todo dia, é uma loucura, um após o outro, e nós não fizemos e não estamos fazendo isso.
Mike: Especialmente agora com a explosão da música eletrônica, vocês estão certos, não é um exagero, parece que toda semana alguns artistas estão lançando novas músicas.
Tom: Era diferente. Nós lançamos nosso primeiro single quando tínhamos quinze anos, então foi há dez anos atrás, e era diferente naquela época, quero dizer, mudou nos últimos dez anos.
Mike: Ainda temos tantas coisas para falar. O Tokio Hotel se juntou a gente nessa tarde, Bill e Tom da banda, Kings of Suburbia, o CD , está disponível em todos os lugares, vai estar disponível nas lojas aqui nos EUA dia 11 de novembro. Acho que vamos ouvir um pouco de música. Vamos? Vamos. "Love Who Loves You Back", depois da mensagem do doutor Drew.

00:39:32 - 00:40:22

Dr. Drew: Tentei explicar para os dois jovens cavalheiros alemães as regras "racionais" que temos aqui sobre o linguajar nos rádios, broadcast versus satélite versus podcast. É irracional, é completamente irracional.
Mike: É estranho.
Tom: Tenho que me concentrar para não usar certas palavras.
Mike: Não se preocupe com isso. É uma realização vocês falarem inglês melhor do que o Drew e eu, então, vá em frente, diga o que você quiser dizer.
Dr. Drew: Nós poder dizer a palavra que começa com "s" em outras línguas, sem problemas.
Tom: Sério?
Dr. Drew: Certo, podemos dizer scheiße, já falamos scheiße outras vezes.
Tom: Sério? E fica tudo bem?
Bill: É engraçado. Quando a gente quer dizer algo do tipo a gente diz em alemão.
Mike: Podem dizer coisas horríveis em alemão. (risos) Bill e Tom do Tokio Hotel se juntaram a gente nessa tarde. Olá Sarah.

00:41:52 - 00:43:40

(CONTEXTO: a menina no telefone disse que não consegue fazer o namorado chegar ao orgasmo, que ele precisar terminar "manualmente".)

Mike: Vocês já tiveram que acelerar a sua ejaculação alguma vez? Alguma vez aconteceu de vocês simplesmente terem que "chegar lá" mais rápido?
Bill: Não, é até meio estranho que como o outro cara que ligou disse, acho que demorar mais é sempre uma coisa boa, então eu não...
Tom: O Bill sempre goza rápido demais, esse é o problema. (risos)
Dr. Drew: O Mike leva dezoito segundos. (risos)
Bill: Mas é estranho esses telefonemas chegando e é a primeira vez que ouço esse problema, porque geralmente eu achava que as pessoas ficavam "meu deus, gozei com dois minutos!".
Dr. Drew: A maioria das mulheres, não todas, mas muitas, reclamam se durar mais de doze ou quinze minutos. E com esse problema da demora, quando nunca chegam ao orgasmo, deixa as mulheres completamente confusas.
Bill: Eu consigo entender, consigo entender completamente.
Mike: Não consigo imaginar um mundo onde eu queira gozar e não conseguisse.
Dr. Drew: Consegue imaginar esse mundo?
Mike: Não consigo. Eu só consigo imaginar um mundo onde eu fique "por favor, não me faz gozar, não me faz gozar... desculpe". (risos)
Tom: É a mesma coisa com o Bill. (risos) Ele sempre diz "Tom, eu gozei depois de trinta segundos, o que eu posso fazer?" Você pode me ver. (risos)
Mike: Você é o mestre da família, Tom?
Tom: Sim, comecei cedo, então... (risos)
Dr. Drew: Vocês são gêmeos idênticos?
Bill: Sim, ele é dez minutos mais velho.
Tom: Sou dez minutos mais velho.
Dr. Drew: Oh, isso faz toda a diferença. (risos)
Mike: Você tem pentelhos extras por ser dez minutos mais velho? O que te torna mais velho?
Bill: Na verdade não é nada, ele tem tanto orgulho disso.
Tom: Eu não tenho orgulho disso.
Dr. Drew: Eu tenho trigêmeos e eles fazem a mesma coisa.

00:43:57 - 00:48:02

Mike: Bill e Tom do Tokio Hotel são nossos convidados essa tarde. Se mudar para Los Angeles meio que para fugir, ahm... vocês dois tem boa aparência e são incrivelmente talentosos, alguém já tentou levar vocês para o mundo da TV ou dos filmes?
Bill: Na verdade sim, foi engraçado porque, não foi em Los Angeles, foi em Miami eu acho, a gente estava numa festa com amigos quando veio um cara aleatório perguntando o que a gente fazia, e nós não gostamos de dizer, porque sempre que alguém pergunta a gente inventa alguma coisa.
Mike: Quais algumas de suas mentiras?
Tom: Eu sempre digo que sou uma estrela pornô, às vezes digo isso.
Bill: É estúpido porque aconteceu uma vez comigo, eu estava em um carro com um motorista e ele perguntou "o que você faz?", aí eu sempre penso em alguma coisa que pareça real, o que pensariam que eu faço, então eu disse "oh, sou um estudante", aí ele disse "então, o que você estuda?", aí eu respondi "eu curto fotografia", então ele disse "oh! eu sou fotógrafo, que legal, eu tenho um estúdio, qual sua câmera preferida?", aí eu fiquei :O (risos)
Mike: Você tem que dizer algo que as pessoas acreditem, tem que dizer "sou um fisiculturista". (risos)
Tom: Mas pornô na verdade é uma boa, porque ninguém admite isso e ninguém pergunta mais nada.
Bill: Mas então, o cara em Miami olhou pra gente e disse "como vocês estão dirigindo esse carro extravagante?", aí a gente disse "ah, a gente tem pais ricos" (risos), então ele disse "não acredito em vocês, vocês parecem que têm algum tipo de talento", aí falamos "não, nenhum". Ele grudou na gente a noite toda e disse "acho que vocês são cantores, conseguem fazer alguma coisa, quero levar vocês para o estúdio, acho que posso fazer dinheiro com vocês" (risos)
Mike: Pelo menos ele foi direto ao ponto, "eu quero ser honesto, vocês parecem que podem me gerar dinheiro". (risos) Sarah, olá, obrigado por ligar para a Loveline.
Sarah: Hey, obrigada, minha pergunta é sobre dirty talk ("conversa suja"), e estou meio inspirada pelas ligações anteriores, que tipo de coisas os homens procuram quando estão fazendo sexo com uma garota e querem dirty talk.
Mike: Vou perguntar aos meninos primeiro, Bill, Tom, se vocês...
Tom: Eu não gosto de dirty talk.
Bill: Não, eu não tenho a menor ideia do porque alguém gostar isso.
Tom: Eu conheço pessoas que gostam, mas eu não gosto.
Bill: Eu conheço também, já estive com pessoas que gostam e eu não entendo.
Sarah: Eu também não, e é difícil para mim pensar em algo na hora, então eu queria saber se vocês têm alguma ideia.
Tom: Eu entendo você.
Mike: Você gosta que seu parceiro gosta?
Sarah: Sim.
Mike: Porque eu gosto, mas...
Dr. Drew: Então o que você está procurando?
Mike: Mas eu gosto quando sou eu que domino.
Dr. Drew: Você gosta de ser aquele que fala o dirty talk? Então dá pra imaginar. Se você gostasse que ela falasse o dirty talk, o que você gostaria?
Mike: Eu ia querer que ela mentisse e falasse como eu estou comendo ela de um jeito forte.
Dr. Drew: Então como você está fazendo ela se sentir?
Mike: Sim. "Você está me destruindo com seu martelo de pele". (risos) "Continue destruindo minha vagina". Não dá pra ficar mais dirty que isso porque estou no rádio, mas continue me lembrando como estou comendo de um jeito forte. Os caras gostam disso.
Bill: Nem todos, eu não gosto disso.
Sarah: Eu não fico inspirada em dizer algo que não vem naturalmente.
Bill: Sim, e eu consigo entender perfeitamente, é isso que eu me pergunto o tempo todo, as pessoas querem ouvir isso de volta se gosta de dirty talk? Se você começou, você quer que seu parceiro mande de volta? Ou é melhor ficar quieto e não dizer nada?
Sarah: É, eu fico gemendo um pouco e dizendo "sim" (risos).
Mike: Continue dizendo como o pinto dele é gigante.
Dr. Drew: Isso é o que o Mike acha.
Mike: E seja criativa em como ele está destruindo seus órgãos internos. (risos) Como é o seu parceiro? Ele é branco?
Sarah: Sim, ele é branco.
Mike: Diz "eu não acredito que você é branco, ele é tão grande, seu martelo, eu não consigo acreditar, se eu fechar meus olhos eu acredito que você é um jogador da NBA (risos).

01:10:46 - 01:11:27

(CONTEXTO: O rapaz na linha diz que leva de 45 minutos a uma hora para chegar ao orgasmo.)

Mike: Tom, Bill, vocês foram abertos o suficiente para dizer que representam os dois extremos (risos), deem alguns conselhos para esse cara. Acho que quando os dois estão felizes não importa quanto tempo leva, é muito pessoal.
Tom: Exatamente.
Bill: Sim, é assim que eu me sinto 100%, se está tudo bem para o seu parceiro, se for divertido está certo.
Tom: Até mesmo com o mesmo parceiro à vezes você dura mais um pouco e às vezes você quer terminar em cinco minutos, sabe?
Jeremy: Exatamente.

01:16:11 - 01:17:09

Mike: Existe bastante camaradagem com outros artistas alemães? Eles apoiam? É uma boa comunidade ou são como os americanos onde quanto mais sucesso você tem, mais os músicos te odeiam? (risos)
Bill: É o mesmo na Alemanha. (risos)
Dr. Drew: Músicos e comediantes, é o mesmo em todo lugar.
Mike: David Hasselhoff tentou ser amigo de vocês? (risos)
Bill: Sim, sério. Na verdade, eu vivo dizendo em entrevistas que nosso baixista é um grande fã dele, e eles finalmente se encontraram, acho que foi na Alemanha, no EMA, e ele pensou que nosso baixista fosse um grande fã, aí levou CDs, tirou fotos, fez selfies (risos), ele acha que é um herói na Alemanha.
Mike: Esse cara cantou na queda do Muro de Berlim, ele é pesado?
Tom: Sim, eu sei. (risos)
Mike: ♪I've been looking for freedom.

01:40:40 - 01:45:38

Mike: Sim, Kings of Suburbia, os reis do subúrbio se juntaram a gente hoje, doutor Drew, entendeu?
Dr. Drew: Sim.
Mike: Bill, Tom, Tokio Hotel. Tenho certeza que muita gente pergunta o porque desse nome, mas é que parece muito aleatório para uma banda alemã, e nem está escrito do jeito normal.
Bill: Eu nem sei, a gente achou que soaria legal.
Tom: Eu que inventei, acho que é porque a gente queria ser internacional quando começamos (risos), e somos uma banda há 14 anos, e estamos com 25 agora, começamos bem cedo, e a gente só queria um nome que soasse bem internacionalmente.
Mike: Agora falando sério, como vocês são tão centrados? Porque eu imagino que a maioria das pessoas que se tornaram tão famosas quanto - especialmente ouvindo essa música da Taylor Swift que está para sair - quando se é famoso e bem sucedido assim tão jovem, vocês tinham o que, 15 ou 16 anos? Vocês são agora tão bem sucedidos quanto puderam imaginar, as pessoas fazem de tudo para garantir que sua vida seja super maneira, e vocês dois são muito bonitos, tudo está dando certo, como vocês aguentam? Porque eu imagino...
Bill: Nós nos perdemos um pouco pelo caminho.
Tom: Sim, e aí nos afastamos um pouco antes do próximo CD, então, não fizemos um CD em quatro anos, e esse é o último que saiu em quatro anos. Nós precisávamos do tempo.
Dr. Drew: E a família de vocês? Vocês têm outros irmãos ou irmãs?
Tom: Não, só nós dois.
Dr. Drew: O que os pais de vocês fazem?
Bill: São artistas, nossa mãe é uma artista e nosso padrasto tem uma banda.
Tom: Ela é uma pintora, exatamente.
Mike: Por que os alemães parecem que fazem tanto cocô? (risos)
Bill: Isso é verdade? Eu não sei. (risos)
Tom: O que? Por que eles peidam muito?
Mike: Não. Parece que no mundo pornô, quando há cocô envolvido, fezes, geralmente eles veem da Alemanha.
Bill: Sério? Eu nunca soube disso. É a primeira vez que ouço isso.
Tom: Por que você tá vendo esse tipo de coisa? (risos)
Dr. Drew: Essa é uma ótima pergunta?
Mike: Diz pra eles o porque, Drew.
Dr. Drew: Porque eu faço um programa de TV na CNN, e o Mike não faz nada além de deturpar minha transmissão ao vivo. Então ele me manda mensagens com fotos insanas e minha parceira, a mulher com quem trabalho, ele manda para nós dois essas fotos com scheiße, e fica ofendido e com raiva se não respondemos, algo assim. (risos)
Tom: É engraçado, eu não sabia que eram populares na Alemanha.
Mike: Eu não acho que seja lenda urbana.
Dr. Drew: É você que procura essas coisas. O que você encontrou?
Mike: Virou tipo como os donkey show do México, sabe? Ficou famoso antes de ser alguma coisa.
Tom: De onde era aquele que a gente viu, acho que na Vice Magazine, que eles faziam sexo com macacos? Colômbia?
Bill: Sim, acho que foi na Colômbia, sabia disso?
Mike: A América do Sul tem alguns problemas.
Bill: E eles mostram isso, tinha um cara que falou com outro cara "você se importaria em mostrar?", e ele respondeu "claro". Aí ele vai e está fazendo sexo com a macaca.
Tom: Aí você tem que fazer assim (faz gesto com a mão), até ver a parte rosa, a parte de dentro (risos) e quando chega no rosa, tá bem molhado.
Bill: Aí eles dizem "elas também gostam, gostam mais que mulheres". Tem um que é casado e ainda faz isso.
Tom: Você tinha que ver, o jeito que ele levantava o rabo e fazia sexo.
Bill: E não usam proteção.
Tom: E eles falam sobre isso como se fosse super normal, as pessoas da vila.
Dr. Drew: Quem são "eles"?
Tom: O pessoal da vila.
Dr. Drew: Onde que é isso?
Bill: Colômbia.
Tom: Tinha crianças, meninos de 11 anos e perguntaram pra eles "quem já fez sexo com a macaca?" e todos levantaram a mão. (risos)
Bill: Tinha um que estava apaixonado pela macaca dele, e tinha um relacionamento sério com ela. Acho que tem um rumor que isso faz o pinto ficar maior, se fizer isso.
Tom: Se você praticar bem cedo com uma macaca, faz crescer.
Bill: Eles começam com oito ou nove, é tão...
Dr. Drew: Como diz pênis em alemão?
Bill: Penis.
Mike: Bill e Tom, já que vocês estiveram assistindo esses filmes bem educacionais na Vice, talvez vocês possam ajudar a Summer, ela tem uma pergunta sobre penetração. Olá Summer.

01:55:35 - 01:57:08

Mike: Estamos quase explodindo nas redes sociais, esses rapazes não estão pra brincadeira nas redes sociais. É difícil pra vocês, Bill e Tom?
Tom: Na verdade, nós somos muito novos nas redes sociais porque quando começamos, não existia mídias sociais. As pessoas ainda assistiam vídeos na MTV.
Mike: Isso é loucura! (risos)
Dr. Drew: A MTV tinha vídeos? (risos)
Mike: Por falar em vídeos, vocês pegam pesado com os vídeos de vocês, cenas de orgia...
Bill: Sim, a gravação foi divertida.
Tom: Ele se pegou com pelo menos umas cem pessoas.
Bill: Vocês conhecem aquele filme alemão chamado "Perfume"?
Dr. Drew: Não.
Bill: Vocês deviam assistir. É um dos meus favoritos...
Mike: O único filme alemão que conheço é "Centopeia Humana". (risos)
Bill: Na verdade é um filme muito legal, tem uma cena de orgia pelo final do filme, onde o cara tá criando um perfume e todo mundo começa a se pegar, tem uma orgia imensa e eles esquecem de tudo. Esse era o sonho dele, por isso ele criou tudo. E eu queria...
Mike: A vida do Drew era assim nos anos 70. (risos)
Bill: Eu queria fazer isso com música, por isso fizemos. Minha ideia era fazer isso com nossa música, e finalmente gravamos.
Mike: Eu curti e parece que você também.
Bill: Eu curti, foi divertido.

02:00:35 - 02:01:21

Mike: Para rapazes tão jovens vocês já têm uma longa carreira, mas quem são suas influências? Vocês se espelham em alguém da atualidade ou vocês têm sua própria visão?
Tom: Nós começamos a fazer música com sete anos, quero dizer, meu herói nessa época era Aerosmith, eu amava o Aerosmith e ainda amo, mas...
Bill: Honestamente, quando você está no estúdio você não escuta tanto outras músicas assim, mas agora nós gostamos das mesmas coisas.
Tom: Eu gosto das nossa músicas e k-rock. (risos)
Mike: Eu também, com certeza eu gostaria de ouvir.

Fonte: x
tradução: rafaelguedes

_______________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mari.
Ao extremo
Ao extremo
avatar

Número de Mensagens : 4948
Idade : 24
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 29/11/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Amigos

MensagemAssunto: Re: LoveLine.com: Bill e Tom Kaulitz falando sobre música e sexo com Mike e Doutor Drew   Dom Nov 02, 2014 9:07 pm

Entrevista um pouco estranha, porém engraçada Razz
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
LoveLine.com: Bill e Tom Kaulitz falando sobre música e sexo com Mike e Doutor Drew
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» DSDS 2013: Como vai ficar para Bill e Tom Kaulitz?
» Bill e Tom Kaulitz do Tokio Hotel pedem proteção policial
» iLOVERADIO.de - Bill & Tom Kaulitz: Novos estilos 2.0!
» Os estilos de Bill e Tom Kaulitz
» Tom Kaulitz jogando futebol

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
TH BRASIL OFICIAL - Fórum :: Banda :: NOTÍCIAS-
Ir para: